Proposta que altera regras para o funcionamento do comércio é aprovada na Casa de Leis

Proposta que altera regras para o funcionamento do comércio é aprovada na Casa de Leis
Os vereadores aprovaram Substitutivo ao Projeto de Lei nº 082/2018, de autoria do vereador Zé Luiz, que institui e inclui no Calendário Oficial…

8:33 |Assessoria de Imprensa | 2018MAY30  | Foto: © Câmara Municipal de Araraquara

Na 66ª Sessão Ordinária da 17ª Legislatura da Câmara Municipal, realizada nesta terça-feira (29), foi aprovada, em segunda discussão e votação, a Proposta de Emenda à Lei Orgânica nº 002/2018, de autoria da Prefeitura, que altera a alínea “b” do inciso XIX do artigo 14 da Lei Orgânica do Município, de modo que a fixação do horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços, exceto serviços bancários, leve em consideração as peculiaridades locais, a partir do entendimento firmado entre sindicatos patronais e de trabalhadores.

Também em segunda discussão e votação, foi aprovado o Projeto de lei complementar da Prefeitura que reformula o programa “IPTU Verde”, que concede isenção parcial de Imposto Predial e Territorial Urbano para propriedades que conservarem área arborizada e adotarem outras medidas de interesse ambiental.

Os vereadores aprovaram Substitutivo ao Projeto de Lei nº 082/2018, de autoria do vereador Zé Luiz, que institui e inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município de Araraquara a “Campanha de conscientização sobre a cinomose canina”, a ser realizada anualmente no mês de outubro.

Foi aprovado o projeto de lei do vereador Elton Negrini que institui e inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município de Araraquara a “Semana de conscientização sobre os bons tratos aos animais”, a ser realizada anualmente na semana que compreende o dia 6 de agosto.

Projeto da Prefeitura aprovado altera a Lei nº 6.251, de 19 de abril de 2005, que dispõe sobre o Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos da Prefeitura do Município de Araraquara, de modo a estender o repouso remunerado das empregadas públicas da administração direta e indireta que sofrerem aborto não criminoso.

Abertura de créditos

            A Prefeitura foi autorizada pelos vereadores a abrir créditos que totalizam pouco mais de R$ 4,8 milhões.

O valor de R$ 750 mil é para prestação de serviços em cirurgias de catarata, exames de eletroneuromiografia e ressonância nuclear magnética com sedação; e aquisição de um veículo ambulância, tipo A, para simples remoção.

Para execução dos serviços de pavimentação asfáltica em diversas vias do município são R$ 1.146.224,93.

O montante de R$ 1.466.810,00 é para atender às despesas na execução de ações e serviços no âmbito do Programa Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

Já R$ 830.086,16 são para atender despesas com o Espaço Kaparaó e o Centro de Formação Profissional “Professor Lourenço Arone”.

E o valor de R$ 618.842,15 é para liberação de subvenções sociais e auxílio às entidades de assistência social.

Requerimentos

 

O vereador Lucas Grecco questionou a Prefeitura sobre as condições de trabalho e estruturas dos Conselhos Tutelares I e II.

Rafael de Angeli fez uma Moção de Repúdio ao Governo Federal diante da incompetência na regulamentação dos preços dos combustíveis, prejudicando as famílias brasileiras.

Elias Chediek questionou à Prefeitura sobre o processo de escolha e contratação de serviço que tratou da composição do acervo digital em comemoração aos 200 anos de Araraquara.

Já Zé Luiz questionou a Prefeitura sobre projeto de construção de campo de futebol, com vestiários e arquibancada, no Jardim Acapulco, aprovado no Orçamento Participativo de 2012; e pediu informações à administração municipal sobre projeto de construção de acesso ao Assentamento Bela Vista e parceria com a iniciativa privada para esta obra.

E o vereador José Carlos Porsani pediu informações à Prefeitura sobre o funcionamento dos conselhos tutelares e sua estrutura de trabalho.

Instituição de Planos Municipais

Foram aprovados quatro projetos da Prefeitura que envolvem a instituição de Planos Municipais de Políticas Públicas para o período compreendido entre os anos de 2018 e 2021. São eles: sobre Drogas, composto por 24 diretrizes; para o Turismo, composto por 30 diretrizes; para o Esporte e o Lazer, composto por sete diretrizes; e para os Animais, composto por 22 diretrizes.

Arquivo Histórico

Foi aceito o pedido da vereadora Thainara Faria para que a matéria publicada no jornal “A Cidade”, na edição de 21 de abril de 2018, intitulada “Pedidos de medida protetiva caem 17% em Araraquara”, passasse a fazer parte do Arquivo Histórico da Câmara.

Tribuna Popular

Durante a na Tribuna Popular de Ari Silva Simões Braga, credenciado pelo Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, foi apresentado o projeto de lei que institui o Plano Municipal sobre Políticas de Drogas, composto por 24 diretrizes, para o período compreendido entre os anos de 2018 e 2021. O projeto foi aprovado na sessão, porém nas próximas semanas os vereadores deverão discutir a composição de um Kit que será entregue aos usuários de drogas.

Confira as fotos da Sessão no Flickr da Câmara: https://flic.kr/s/aHsmkAaQ1u

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *