Recado, a hombridade e o caráter não tem preço, diz o edil

Aconteceu na noite desta segunda-feira (23) no plenário da Câmara Municipal de Araraquara, uma sessão especial de desagravo ao vereador João Renato Leite, que ficou menos de 20 dias no cargo por conta de uma manobra não ética do atual prefeito Marcelo Barbieri, o que indignou a oposição a seu governo e boa parcela da população.

A função principal desta casa de leis é a de fiscalizar o executivo, coisa que a maioria dos vereadores da base nem sequer leem o que vem do executivo e já vão assinando, nem sabe no que estão votando, simplesmente votam porque o prefeito MANDOU, disse o edil.

Disse ainda que a família do vereador João Renato Leite e a cidade tem orgulho, principalmente pela atitude tomada sem que ninguém lhe tenha feito pressão.

Aproveitou o momento e disse que duas vidas foram ceifadas por ocasião do rompimento do reservatório de água do DAAE e isso deve ser investigado, motivo principal da criação da CEI.
Assim como o edil, nossa redação também teve uma denuncia muito grave, que teria falecido uma terceira pessoa no final de semana passada e isso não chegou ao conhecimento da imprensa, estamos de olho para apurar a veracidade do fato.

“Se o prefeito que dar entrevista, aparecer na mídia da cidade e dar palpítes” ele que fique aqui, tem que resolver os problemas da cidade que são muitos e está beirando o caos, além de que a prefeitura  está cada vez mais endividada, e a população reclama todos os dias dos serviços prestados por esta administração e nenhuma atitude é tomada.

“A hombridade e o caráter não tem preço” disse Édio, porque tem vereadores que tem vergonha de andar pela cidade e olha na cara de cada cidadão.

idnews

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *