Renan Calheiros tem hábito de trair derrotados, diz coluna

Renan Calheiros tem hábito de trair derrotados, diz coluna
O senador se afastou ao prever a iminente queda do presidente Michel Temer

25MAI2017| 15h32 - Senado

O senador Renan Calheiros é considerado um dos parlamentares que costuma apoiar políticos importantes até sentir que eles correm algum risco. Ou seja, quando Renan percebe que não vale a pena apoiar certos políticos, ele troca de posição e abandona o aliado, é o que indica a coluna Radar Online, da revista Veja.

“Ele passa anos navegando e usufruindo de uma embarcação, até surgirem os primeiros sinais do risco de naufrágio. Nesse momento, ele fuzila o casco e pula”, descreve a publicação.

A habilidade de Renan em agir dessa forma faz com que o senador abandone ‘o barco’ na hora certa. “Fez isso com Fernando Collor, governo do qual foi líder e que, depois, ajudou a explodir”, explica Gabriel Mascarenhas, da Veja.

O senador também apoiou a ex-presidente Dilma Rouseff até os 45 do segundo tempo e sabia que se a petista perdesse o cargo, um dos seus correligionários iria assumir o Palácio do Planalto. Antes do impeachment, Renan abandonou o apoio a Dilma e se aproximou de Michel Temer.

Recentemente, ao sentir a possível derrocada de Temer, o senador se afastou de Temer. A coluna destaca que Renan chegou a bater boca com seu principal aliado nos últimos anos, Romero Jucá, que se mantém alinhado com o governo.

Ao que tudo indica, a história de repete e Renan Calheiros tem se revelado um ‘traidor’, refere a coluna.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *