Resposta do jornal O Imparcial ao ministro do Secom

Edinho e a tréplica, – porque uma empresa privada ou com ações em bolsa vai doar R$ 15 milhões, R$ 20 milhões para uma campanha, se não tiver a intenção de cobrar?”, disse Costa
12:10| 09/05/2016
 *José A C Silva
  • Matéria publicada no jornal O Imparcial neste domingo (08)

Na edição impressa do jornal “O Imparcial”  do último dia 20 de abril de 2016, segundo o ministro da Secom, Edinho Silva, o periódico divulgou reportagem, fruto da entrevista do vereador do município de Araraquara, João Farias, intitulada “João Farias fala sobre sua pré-candidatura  a prefeito de Araraquara”, contendo difamações e ataques contra ele, divulgadas de forma leviana pelo jornal, sem lhe dar o direito de defesa.

Primeiramente o jornal O Imparcial esclarece que recebeu uma carta via Correios, tendo como teor um pedido de resposta, com funcionamento na lei 13.188/2015. Tomei ciência da mesma na sexta-feira , perguntei para a secretária quando tinha chegado, respondeu há dois dias, e não tinha no envelope escrito urgente, somente como destinatário o editor chefe.

Para nossa surpresa tinha 4 laudas em formato A$, especificando a lei de direito de resposta como se o jornal não a conhecesse, querendo ensinar o “padre-nosso ao vigário”.
Todos sabem que o Brasil não vai bem, lógico que também os Correios. Logo que abri o envelope ligou a secretário do ministro, por sinal, muito educada, e falei que precisaria digitar todo o material, o que atrasaria ainda o direito de resposta, imediatamente mandaram o mesmo digitado.

Primeiramente Edinho esteve várias vezes na cidade e sabe o meu endereço eletrônico, no qual já enviou várias vezes a matéria e direito de respostas das quais nunca nos furtamos a publicá-los. O que nos pasma é que um ministro da área de comunicações mandar um material como se fosse no período da datilografia, só faltou usar o telégrafo.
Pelo seu repúdio acho que ele queria me penalizar. No liberalismo clássico o “poder” é a habilidade de fazer outras pessoas fazerem o que você quer, e que de outro modo elas não fariam. O governo  por exemplo, frequentemente afirma que “estamos forçando você  a fazer isso porque é de seu próprio interesse fazê-lo.
Mas estamos cientes  de que quando pessoas no poder fazem isto, é porque é benéfico para elas mesmas.

Manifestações contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Lua e o PT aconteceram em todo o País, levando milhões de pessoas as ruas.
mesmo assim chamam os manifestantes de “coxinhas”, como se eles ainda fossem representantes do povo.

Diz Lula sobre  imóvel no Guarujá: “É um tríplex Minha Casa Minha Vida”.
“Ainda não anda de avião de passageiro, somente viaja de jatinho. Isso, por acaso é mentira?
Tal fato demonstra, infelizmente, uma conduta jornalística que se afasta jo profissionalismo ético que se espera do trato da informação num contexto em que vivemos, democraticamente , em um Estado de Direito, pautado por valores inalienáveis , dentre eles a presunção de inocência e a esperada imparcialidade dos meios de comunicação”, disse o ex-tesoureiro de Dilma.

Não concordamos com o parecer de Edinho mas colocamos sua defesa.

Este jornal ao longo dos seus 86 anos nunca foi de mudar matéria de jornalista, a não ser quando acontece invasão de pauta.
Em nossa redação temos simpatizantes do PT, PMDB, PSDB e outros. Atualmente este que vos escreve se declara ateu, acredito piamente em Deus, mas perdi a fé nesse sistema político que rege esse nosso Brasil, agora mais para o capeta do que propriamente para Deus.
Interessante que a duas vezes que o ministro veio para Araraquara participar da entrega das casas populares enviamos um jornalista simpatizante do PT – ele foi enviado bem antes do envelope com o direito de resposta ser aberto.

Desde que Edinho passou a arrecadar doações para a reeleição de Dilma, O Imparcial foi perdendo contato, não por nossa vontade.
Nunca barramos sua presença, muito pelo contrário, continuamos publicando seus artigos e matérias, as coleções do jornal provam isto, ele passou a priorizar outros meios de comunicação.
Quem honra merece honra, mediante acusações das mais diversas publicadas em todas as mídias, também O Imparcial não se furtou de inseri-las no jornal impresso, online e na sua página no Facebook.

Não blindamos ninguém, agora querem dizer que o mensalão já havia na época do Fernando Henrique e também as pedaladas. Isto é menosprezar a inteligência das pessoas.
Querem se defender dos seus erros; Isto sem falar no petróleo, afirmam que tudo  que o PT faz é dentro da lei, contrariando o Juiz Federal e Magistrados.

Ex-presidente da estatal denunciou o sistema.
“Não existe almoço de graça”, disse Costa ao contextualizar  a necessidade de empresas em patrocinarem campanhas  eleitorais.

“Por que uma empresa privada ou com ações em bolsa vai doar R$ 15 milhões, R$ 20 milhões para uma campanha, se não tiver a intenção de cobrar?”, disse Costa.
Ainda afirmam que empreiteiros são mentirosos e as declarações de Decídio são fantasiosas.

Mediante tudo que está acontecendo não podemos noticiar?
Edinho você é um homem público, quem disse que o ministro tem foro privilegiado e, mesmo assim, existe a hipótese de ser preso, foi o vereador João Farias.
Assim como Edinho acha que este órgão de imprensa tem se afastado da ética, também achamos que o ministro perdeu há muito tempo a bandeira da ética.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

2 comentários em “Resposta do jornal O Imparcial ao ministro do Secom

    • 10 de Maio de 2016 em 09:06
      Permalink

      Achamos que a resposta imediata do jornal fez toda a diferença. Políticos e autoridades tem que aprender que não estão acima da lei, e por pressão acostumados que as pessoas abaixem a cabeça.
      Felizmente isso não aconteceu com José A C Silva, diretor de um jornal que presenteia a cidade de Araraquara com notícias verdadeiras e entretenimento há mais de 86 anos. Merece toda credibilidade.
      Beto

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *