Rincão capacita professores, alunos e pais para a prevenção ao Uso de Álcool e Drogas

Rincão capacita professores, alunos e pais para a prevenção ao Uso de   Álcool e Drogas
Em parceria com a MWSERVINO, a cidade de Rincão organiza o I Fórum de Políticas Sobre Álcool e Drogas

25MAI2017| 8h52 - Paula Cardoso

Com objetivo de aprimorar e colaborar com a política educacional, social e de prevenção ao uso nocivo de álcool e drogas, a Prefeitura Municipal de Rincão, através das Diretorias da Educação e Assistência Social, realizará, dia 5 de julho, das 13h30 às 16h30, em parceria com a MWSERVINO, o I Fórum de Políticas Sobre Álcool e Drogas. O evento será realizado no Salão Paroquial, localizado na Avenida Barão do Rio Branco, ao lado da Igreja Matriz.

A primeira etapa da discussão foi concluída na última semana, quando os professores da rede municipal educação, estadual e particular de Rincão participaram do encontro de capacitação e sensibilização quanto ao uso de álcool e drogas, as drogas atuais e métodos de prevenção. A segunda etapa começou na terça feira, dia 23 e segue até dia 25 de maio, com a realização de encontro entre os pais de alunos. No processo, os alunos do ensino fundamental I e II e ensino médio também são envolvidos, participando de palestras para refletir o tema, que seguem na programação até o fim do mês de maio.

O palestrante e diretor da MWSERVINO, também idealizador do projeto Legal é Prevenir, Márcio Servino, explica que o processo de capacitação envolve mais de 80 professores de toda rede municipal de ensino, incluindo escolas municipal, estadual e particular. “É um trabalho que envolve milhares de alunos e dezenas de professores que, a partir deste processo, se tornarão agentes multiplicadores”, disse Servino.

De acordo com o diretor do projeto, a discussão em Rincão só está sendo possível por conta da sensibilidade da Prefeita Therezinha Ignez Servidoni, da Diretora Municipal da Educação, Ana Cláudia Mascarin Spagnol e da Diretora Municipal de Assistência Social, Silvani Souza Alves, que aceitaram trabalhar o tema depois dos resultados do projeto realizado em outras cidades da região, como, por exemplo, em Araraquara.

“Essas discussões fazem parte de um processo que deve durar aproximadamente seis meses, e, a partir daí, a nossa cidade estará pronta para implantar um Conselho Municipal de Políticas sobre drogas (COMAD) ferramenta gestora dos assuntos ligados ao assunto”, ressaltou a Diretora Ana Cláudia. Ela afirma que, “é hora de pensarmos políticas sobre álcool e drogas, em especial, na de prevenção e tentar imunizar, de alguma forma, as nossas crianças e jovens”.

Servino explica que “A questão do uso de drogas e seus problemas sociais e físicos exigem uma abordagem multidisciplinar e está imersa numa problemática complexa, que não pode ser resolvida com soluções mágicas e muito menos com hipocrisia. Além de empenho, exige uma boa dose de perseverança e deve ser abordada com um mínimo de realidade e pragmatismo”.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *