Setor de Saúde ficará 20% mais caro em 2016

Setor de Saúde ficará 20% mais caro em 2016

Inflação médica para produtos e serviços, como remédios, exames e consultas, é justificada principalmente pela alta do dólar; entenda

Pesquisa encomendada pela Confederação Nacional de Saúde (CNS) mostra que a inflação médica chegará pelo menos até 20% em 2016. A justificativa é a alta do dólar, visto que boa parte dos medicamentos, insumos e equipamentos são importados. Com isso, empresas e médicos acabam repassando os custos para consultas, exames e tratamentos. Os planos de saúde não escaparão da tendência.

O presidente da CNS, Tércio Egon Paulo, afirmou ao jornal Correio Braziliense que, além da alta da moeda estrangeira, outro fator que incide no aumento são as despesas inerentes às novas tecnologias às quais laboratórios e hospitais têm de arcar, com a renovação de aparelhos, produtos farmacêuticos, órteses e próteses.

“Ainda temos de bancar os gastos com mão de obra, que é especializada e bem remunerada”, pontua, acrescentando que os planos de saúde individuais devam ter incremento de ao menos 15%, ao passo que os planos coletivos, que têm reajustes livres, podem ter aumento ainda maior ou até mesmo menor – ninguém arrisca uma projeção.

Notícias em Minuto

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *