Suspeito por chacina de motoristas de aplicativos na Bahia é denunciado

Suspeito por chacina de motoristas de aplicativos na Bahia é denunciado

| IDNews | Salvador | Folhapress | Via Notícias ao Minuto |Brasil|

O Ministério Público do Estado da Bahia denunciou o suspeito por matar motoristas de aplicativos em Salvador

IDN/MP

O Ministério Público do Estado da Bahia denunciou nesta terça-feira (21) um dos suspeitos de participação na chacina de quatro motoristas de aplicativos em Salvador.

O crime aconteceu no dia 13 de dezembro de 2019. Cinco motoristas dos aplicativos Uber e 99 foram atraídos para o bairro de Mata Escura, periferia de Salvador, onde foram rendidos.

Foram assassinados os motoristas Alison Damascena dos Santos, 27, Sávio da Silva Dias, 23, Daniel Santos da Silva, 31, e Genivaldo da Silva Félix, 48. Um quinto motorista de aplicativo chegou a ser rendido, mas conseguiu fugir por um matagal e avisou à polícia do crime.

Denunciado pela Promotoria, Benjamim Franco da Silva Santos é apontado como integrante da facção criminosa BDM, que controla o tráfico de drogas em alguns bairros de Salvador. Além dele, outros quatro integrantes da facção teriam participado da chacina -todos eles foram mortos.

Na avaliação do promotor de Justiça Davi Gallo, a chacina dos motoristas de aplicativo teria sido motivada por vingança.

No dia anterior ao crime, um dos líderes da facção BDM teria efetuado chamadas para diversos motoristas com o objetivo de socorrer um parente enfermo. Contudo, as corridas não foram aceitas -o local é considerado inseguro- e a pessoa que seria socorrida acabou morrendo.

Benjamim Franco da Silva Santos foi denunciado por homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa das vítimas, além de roubo qualificado e associação criminosa.

Segundo o promotor Davi Gallo, “o bando agia em caráter estável e permanente, fortemente armados, com arma de grosso calibre, com divisão de tarefas preestabelecidas, visando a prática dos mais variados crimes, com emprego de grande violência contra pessoas, patrimônio e tráfico de entorpecentes”.

A Promotoria ainda pediu a decretação de prisão preventiva de Benjamim, que atualmente está custodiado na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, em Salvador.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *