Temer desiste de apoiar criação de 14 mil cargos e lutará contra aumento

Temer desiste de apoiar criação de 14 mil cargos e lutará contra aumento  
Renan Calheiros também ajudou no recuo do governo em relação aos novos cargos, avisando que a medida não vingaria na casa
7:10| 07/06/2016
Polêmica

O presidente interino, Michel Temer, desistiu de criar os mais de 14 mil novos cargos federais aprovados pela Câmara dos Deputados. Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o Planalto também prometeu lutar contra o aumento salarial de ministros do Supremo Tribunal Federal, mas vai manter o apoio ao reajuste dos servidores do Judiciário, já acordado. Com as medidas, Temer tenta equilibrar o efeito cascata de aumentos nos estados e seu compromisso pelo pelo ajuste fiscal no país.

Ainda segundo a publicação, o presidente do Senado, Renan Calheiros, também ajudou no recuo do governo em relação aos novos cargos, avisando que a medida não vingaria na casa.

Neste novo impasse, há ainda uma curiosidade. Caso o reajuste da cúpula do STF passar no Senado, Temer também sai ganhando. Como ele recebe aposentadoria de procurador em SP, seu vencimento seguiria o novo teto.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *