Teresa Telarolli assumirá Secretaria de Cultura

Teresa Telarolli assumirá Secretaria de Cultura
A historiadora e escritora foi a 7ª mulher anunciada pelo prefeito eleito Edinho para compor seu secretariado

07DEZ2016| 16:24
Edinho Silva

O prefeito eleito de Araraquara, Edinho, anunciou na manhã desta quarta-feira, dia 07, a cientista social e historiadora, Teresa Telarolli, como responsável pela Secretaria de Cultura a partir de 2017. Com ela, já são sete as mulheres que ocuparão Secretarias no próximo governo, das 12 previstas no novo modelo administrativo. “Fico extremamente feliz por termos mulheres ocupando espaço na gestão pública e que vão estar comigo à frente deste desafio de fazer com que Araraquara cresça com justiça social”, disse Edinho durante transmissão ao vivo pela rede social.

Também comporão o governo a arquiteta e urbanista, professora da Universidade Federal de São Carlos, Luciana Gonçalves (Desenvolvimento Urbano), a economista do Ministério do Planejamento, Juliana Picoli Agatte (Planejamento e Participação Popular), a cientista social e Supervisora da Secretaria Estadual de Educação, Maria Eloisa Velosa Mortatti (Desenvolvimento Social), a enfermeira e professora universitária de Medicina da Universidade de Araraquara, Eliana Honain (Saúde), a cientista social e ex-integrante do Ministério da Educação, Clélia Mara Santos (Educação) e a jornalista Priscila Luiz (Comunicação Social). Além dessas, foram anunciados o empresário e vice-prefeito eleito, Damiano Neto (Desenvolvimento Econômico), o ex-vice-prefeito, integrante do Ministério Público e professor de Direito da Universidade de Araraquara, Sérgio Médici (Negócios Jurídicos) e o Coronel da Polícia Militar, Humberto Figueiredo (Guarda Municipal).

Na pasta da Cultura, Teresa ficará responsável pela reorganização das Oficinas Culturais que foram amplamente defendidas por Edinho durante sua campanha eleitoral, além de muitas outras políticas de desenvolvimento e fomento à cultura e de apoio aos artistas locais. Também cuidará do setor de preservação do patrimônio histórico do município e da gestão de acervos e próprios municipais como museus, bibliotecas, teatros, dentre outros.

Formada pela Unesp (Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho) como cientista social, Teresa tem uma trajetória voltada à área da cultura. “Para quem não conhece, a Teresa é uma historiadora com um currículo belíssimo. É escritora com vários livros publicados e é gestora da Chácara Sapucaia, que pertence à Unesp de Araraquara, onde foi escrito “Macunaíma” por Mário de Andrade”, destacou o prefeito eleito. Na Chácara, segundo ele, ocorrem vários projetos culturais e educacionais. “Ela é responsável por todos esses projetos dentro de um espaço histórico, que traz uma herança que faz parte da identidade da nossa cidade”, continuou.

Transparência

Mais uma vez, Edinho fez o anúncio da composição de seu governo por meio de uma transmissão “ao vivo” no Facebook. A prática, segundo ele, torna público e transparente todos os seus atos como prefeito eleito. O seu compromisso é manter essa forma de diálogo com a população durante o governo. Nesta quarta, Edinho fez a transmissão de Brasília, onde cumprirá uma série de agendas em prol dos interesses de Araraquara. “E, se tiver novidades, eu volto a comunicar vocês”, avisou.

Na última semana, além da composição do governo, Edinho anunciou o corte de oito secretarias, mais duas subprefeituras e 132 cargos comissionados. A expectativa é que apenas essa medida possibilite economia de R$ 20 milhões.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *