Usiminas vai demitir 4.000 funcionários e paralisar produção em Cubatão

Usiminas vai demitir 4.000 funcionários e paralisar produção em Cubatão

Os membros do sindicato e da empresa não chegaram a um acordo para evitar demissões e paralisação de aço

O sindicato de metalúrgicos da região anunciou, nesta sexta-feira (15), que a Usiminas irá manter o plano de demitir cerca de 4.000 funcionários de sua usina siderúrgica em Cubatão (SP) e paralisar atividades de produção de aço da unidade.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, os membros do sindicato e da empresa não chegaram a um acordo para evitar demissões e paralisação de aço. A reunião aconteceu na quinta-feira (14) e foi intermediada pelo Ministério Público.

“A Usiminas trabalha só com a hipótese de demissão… A gente está buscando uma solução para a empresa manter as operações e não demitir”, disse o presidente do Sindicato dos Siderúrgicos e Metalúrgicos da Baixada Santista, Florêncio Rezende de Sá.

A Usiminas, maior produtora de aços planos do Brasil em capacidade instalada, justificou os cortes ao cenário de fraqueza da economia e a deterioração dos preços da liga nos mercados internacionais entre os motivos para a decisão.

Noticias Em Minuto

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *