Veja diferenças entre os cruzeiros marítimos e fluviais

Veja diferenças entre os cruzeiros marítimos e fluviais

Desde acomodações até a forma como os destinos são visitados, muitas são divergências entre os cruzeiros de mar e de rio

Apesar de se tratarem de viagens em embarcações, cruzeiros fluviais e marítimos têm pouco em comum. Segundo o site Terra, as diferenças vão desde tamanhos até destinos oferecidos. Confira quais são algumas dessas diferenças.

1 – Foco no destino

Em transatlânticos, o navio passou a ser uma das atrações principais. Já em fluviais o destino é o fundamental atrativo. As embarcações menores costumam ter poucas opções de atividades a bordo, mas quase todos os dias de viagem fazem escalas, algumas vezes em mais de uma cidade por dia.

2 – Tamanho não é documento

O tamanho dos navios é uma das principais diferenças entre transatlânticos e navios fluviais, o que influencia diretamente na experiência a bordo. Os grandes navios modernos podem transportar milhares de pessoas e se tornam praticamente cidades flutuantes. Já os fluviais carregam pouco mais de 200 hóspedes, e muitas vezes até menos que isso.

3 – Arte intimista

As grandes produções teatrais e musicais, shows com bandas e apresentações grandiosas são exclusividade dos grandes transatlânticos. Nos navios fluviais eles são menores e íntimas, com pianistas solo e pequenos conjuntos, danças folclóricas e outras atrações inspiradas em tradições locais.

4 – Alta gastronomia, mas poucas opções

Por serem pequenos, os navios fluviais possuem poucos restaurantes. Geralmente é apenas um, mas sua culinária costuma ser de alto padrão, ficando nos ingredientes locais dos portos visitados, que tem a vantagem de serem frescos, afinal, muitas vezes, são comprados no dia da escala.

5 – Suítes

As acomodações também apresentam diferenças. Nos transatlânticos há diversas opções, indo de cabines internas simples até grandes suítes para muitas pessoas. Nos fluviais não existem quartos grandes, mas a maior parte é de suítes, e muitas companhias têm apostado em designs com varandas e janelas panorâmicas.

6 – Dentro da cidade

Uma das maiores vantagens dos navios menores é que eles podem chegar em portos nos quais os gigantes não têm acesso. No navios fluviais, é comum que fiquem atracados dentro da cidade, muitas vezes extremamente próximo das principais atrações. Isso reduz a necessidade de traslados e otimiza os passeios.

7 – Muitos benefícios

Se nos transatlânticos é cada vez mais raro o sistema all inclusive, nos fluviais isso é quase regra. Apesar das viagens fluviais serem, em geral, consideravelmente mais caras, os pacotes costumam incluir bebidas, refeições e excursões.

8 – De olho na hora

Os horários em qualquer cruzeiro são bastante rígidos, mas nos cruzeiros fluviais é necessário ter ainda mais atenção ao relógio. Acordar tarde, por exemplo, pode fazer com que você não consiga fazer passeio algum no porto, pois eles começam muito cedo.
Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *