Vereadores apoiam vacinação contra a dengue pleiteada pela prefeitura

Vereadores apoiam vacinação contra a dengue pleiteada pela prefeitura

Denominada de Dengvaxia e produzida pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, a vacina já foi homologada e liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Araraquara pode ser uma das primeiras cidades do Brasil a aplicá-la na população.

A tão esperada vacina contra a dengue já é realidade.

Em 2014 foi lançado um projeto em convênio com o Instituto de medicina tropical da USP através do Serviço Especial de Saúde de Araraquara (SESA) envolvendo 3.500 crianças e adolescentes da rede municipal de ensino que são acompanhadas desde agosto daquele ano com coletas de sangue e avaliações periódicas.

Por conta desse estudo e da clara possibilidade de inclusão de Araraquara na vacinação, foi realizada uma coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, 24 de fevereiro, na prefeitura, para anunciar que a cidade vai pleitear estar entre as cidades que receberão o primeiro lote de vacinas.

O prefeito Marcelo Barbieri, acompanhado pelos vereadores Roberval Fraiz e Gerson da Farmácia do PMDB, recebeu Expedito Luna, professor do Instituto de Medina Tropical da USP, um dos responsáveis pelo projeto, que trouxe a possibilidade da habilitação de Araraquara.

Até agora somente Goiânia se apresentou para o estudo e Araraquara vai preparar um dossiê com a documentação contendo os dados do monitoramento das crianças, e, com isso, poderá ser melhor avaliada pelo Ministério da Saúde para a distribuição das vacinas.

Num primeiro momento pessoas de 09 a 29 anos serão vacinadas, e segundo prefeito “Araraquara tem muita chance de imunizar essa faixa da população que apresenta maior incidência da doença. Se formos aprovados deveremos receber as quase 67 mil doses em julho e a rede básica de saúde, uma das melhores do Brasil, ficará responsável pela vacinação”.

Representando a Câmara Municipal o vereador Roberval Fraiz disse que essa foi uma grata surpresa para toda a cidade, pois todos os municípios do Brasil queriam ter essa possibilidade de vacinar seus cidadãos. “Araraquara ganha com isso e a Câmara poderá estar envolvida em todo esse processo para conseguir a habilitação junto ao ministério da saúde”, disse, lembrando que “a melhor vacina ainda se chama conscientização, uma vez que temos que acabar com os criadouros do mosquito Aedes Aegypti”.

Também participaram da coletiva o secretário municipal da saúde, Dr. Carlos Fernando; o diretor do SESA, Dr. Valter Figueiredo; o vereador licenciado e secretário de Governo, Esportes e Comunicação, Aluízio Braz, o Boi e Antônio Martins, diretor técnico da Diretoria Regional de Saúde III (DRS).
i_d_P&B

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *