Vereadores de Araraquara pedem explicações ao DAAE

Os vereadores de Araraquara pedem explicações aos responsáveis pelo Departamento Autônomo de Água e Esgoto DAAE sobre a tragédia ocorrida na semana passada, onde o reservatório de água rompeu causando inúmeros prejuízos financeiros às casas do “em torno” , além de várias pessoas com problemas graves de saúde devido a ingestão de cloro e duas vítimas fatais, uma senhora de 81 anos de idade e sua sobrinha de 58 anos.

O vereador Donizete Simioni  arguiu um dos responsáveis pelo DAAE, o engenheiro Alexandre Coan Pierri que na maioria dos quesitos ou ficou em dúvida ou não soube responder, veja a entrevista em vídeo.

  1. Fala ao engenheiro do DAAE, Alexandre Pierre que a obrigação dos vereadores é fiscalizar sem partidarismo.
  2. Diz que se houve negligência ou falha do DAAE, esse fato poderia sim ser evitado.
  3. Avisa que nesta terça-feira (17) foi protocolada uma CEI para apurar minuciosamente o fato ocorrido.
  4. Pergunta sobre o volume reduzido de armazenamento de água e o quanto vazou dessa água.
  5. Arguiu  se o DAAE não fez os reparos como os laudos técnicos das duas empresas previam desde 2014 quando se deu o primeiro rompimento e o atual em 2015 que vitimou duas pessoas.
  6. Quis saber sobre a lona azul que cercava os alambrados dos reservatório.
  7. Quer explicações sobre o que causou a morte dessas duas pessoas;
  8. ” Pergunto por sou leigo no assunto” disse o vereador Donizete Simioni, por isso quero explicações.
  9. Em dado momento a vereadora Juliana Damus interrompe pedindo licença e faz um questionamento que também o engenheiro do DAAE Alexandre Coan Pierre não soube responder satisfatoriamente.
Foto: Beto Fortunato
Foto: Beto Fortunato

ALEXANDRE COAN PIERRE

  1. Alexandre Pierre explica em cima de gráficos técnicos, de difícil entendimento.
  2. Não soube dizer em que momento perderam o sinal eletrônico.
  3. Deixou dúvidas o quanto era o volume de água vinda do Parque São Paulo no momento do rompimento.
  4. Não conseguiu explicar os motivos ou o motivo das morte das duas pessoas.
  5. Afirma não ter conhecimento o porque do tapume e pede explicação a uma sua funcionária que diz que era pra fazer um “consertinho”
  6. Diz ainda o engenheiro que o DAAE não quer esconder nada, por isso está na Câmara.

Da Redação IDnews

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *