Alckmin quer prévias antes do limite de troca partidária

Alckmin quer prévias antes do limite de troca partidária
Governador defende que definição de presidenciável tucano ocorra até início do ano que vem; intenção é aproveitar período que permite mudança de sigla caso não seja escolhido

16JAN2017| 8.40
 Pedro Venceslau  - Estado de S.Paulo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reagiu à manobra do senador Aécio Neves (MG), que prorrogou o seu mandato no comando do PSDB até maio de 2018. O paulista passou a defender que eventuais prévias para a escolha do candidato tucano à Presidência sejam realizadas em dezembro deste ano ou, no máximo, até janeiro de 2018. Isso permitira que, caso não se viabilize no PSDB, Alckmin possa aproveitar o período que permite a troca partidária – até seis meses antes da eleição.

O limite legal para o governador renunciar ao cargo para ser candidato é o dia 4 de abril. Aliados dizem que ele não quer chegar até lá sem ter certeza que será o nome escolhido pelo PSDB.

Foto: FELIPE RAU/ESTADÃO

 

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *