Após 3 anos plano de Alckmin para conter poluição falha

Após 3 anos plano de Alckmin para conter poluição falha
Existem 98 municípios com níveis crônicos de ozônio acima do considerado ideal pela OMS (Organização Mundial da Saúde)

10.47| 06SET2016
Geraldo Alckmin

O plano para enfrentar a poluição do ar nas regiões metropolitanas paulistas fracassou. A responsabilidade é do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e da falha do seu plano lançado já há três anos para o Estado.

De acordo com a Folha de S. Paulo, atualmente, no Estado, há 98 municípios com níveis crônicos de ozônio acima do considerado ideal pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Em 2013, a lista oficial indicava problemas de poluição em 90 localidades.

O ozônio é um gás tóxico que afeta principalmente a vida de crianças, idosos e doentes crônicos. O principal combustível para a formação desse gás são as substâncias emitidas pelos escapamentos dos veículos. Esse compostos reagem com o sol para formar o nocivo poluente ambiental.

Por isso, o plano feito três anos atrás pelos técnicos da Cetesb, a agência ambiental paulista, era explícito. Com exceção da região de Sorocaba, onde o problema não era tão grave, várias grandes cidades paulistas e suas vizinhas deveriam ter a inspeção veicular obrigatória, além de outras ações para restringir a circulação dos carros, ônibus e também caminhões, o que ainda não aconteceu.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *