Comissão encaminha demandas em postos no Hortênsias e Cecap

Comissão encaminha demandas em postos no Hortênsias e Cecap

Questionamentos relacionados a falta de pessoal, de material de trabalho e de estrutura física na Unidade de Saúde da Família (USF) do Jardim das Hortênsias e no Centro Municipal de Saúde, do Cecap, foram solucionados pela Comissão em Saúde, da Câmara Municipal de Araraquara

O grupo formado por três parlamentares esteve nos prédios acompanhados dos secretários de Saúde e Obras. Algumas demandas serão resolvidas em 24 horas e outras devem estar concluídas em pouco mais de 60 dias.

A vistoria da Comissão de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social, formada pelo presidente Doutor Helder (PTB), o secretário farmacêutico Jeferson Yashuda (PSDB) e Adilson Vital        (PV) começou pelo Jardim das Hortênsias. Na unidade com 4,2 mil moradores cadastrados e muita demanda por clínico geral, havia dois apontamentos, segundo a enfermeira responsável Fernanda Torres do Amaral: um deles era o pedido de reforço no quadro ligado a enfermagem.

Das cinco funcionárias, somente uma está trabalhando. Outra está em férias, uma deixou o posto, uma terceira foi transferida e uma colega está afastada com dores na coluna. O secretário de saúde, Carlos Fernando Camargo, e o coordenador da Atenção Básica, Fábio Nardelli Soares, disseram que parte do quadro será reposto nos próximos dias com o remanejamento de uma técnica de enfermagem e a contratação de outra.

Houve, ainda, a denúncia sobre a falta de médicos. Durante a visita surpresa, a medida não se confirmou. Tanto o pediatra quanto o médico da família trabalham todos os dias. O ginecologista atua três vezes por semana. O único incidente ocorreu há algumas semanas. O médico da família, um peruano, se ausentou por um breve período devido a morte de um parente. Na Unidade ampliada em agosto do ano passado, faltavam alguns medicamentos de pressão (os mais retirados pela população). O material deve ser entregue essa semana.

No Centro Municipal de Saúde, do Cecap, cuja demanda é de 5.522 famílias a situação é mais ampla. Materiais de curativos que estavam em falta também já seriam entregues, após conversa entre o secretário e a enfermeira responsável Juliana Mioto Hamid, intermediada pelos vereadores. O compressor de ar, utilizado para a inalação e os quase 15 procedimentos odontológicos diários, quebrou. Ao contrário do denunciado, a solução foi dada um dia depois do dano. A Secretaria está comprando novos equipamentos. Os membros sugeriram, porque problemas como este podem acontecer, que a Secretaria mantenha um compressor de reserva, que poderia ser utilizado, sempre que este desse problema.

Ainda no prédio, os vereadores da Comissão acompanhados do secretário de obras e serviços públicos, Valter Rozatto, conferiram a estrutura da cozinha e lavanderia. O espaço rachou com as chuvas registradas este ano e foi interditado, a pedido da Defesa Civil e de engenheiros da Prefeitura. Depois do escoramento foram feitos o levantamento e o orçamento para a abertura da licitação. O custo é de R$ 60 mil e a previsão é que obra dure dois meses.

O Secretário de Obras refere que toda parte licitatória já foi concluída e que o processo já se encontra com o Secretário de Administração para início das obras

Câmara Municipal
i_d_P&B

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *