Chediek e diretoria do Daae inspecionam nascente com denúncia de despejo de esgoto

Chediek e diretoria do Daae inspecionam nascente com denúncia de despejo de esgoto
Na tarde da sexta-feira (9), uma comitiva da autarquia acompanhou Chediek ao local para analisar a situação de momento

13MAR2018|  9:18 – Imprensa Câmara 

Em 15 de fevereiro, o que foi encontrado pelo vereador Elias Chediek (MDB) no Córrego do Vieira, afluente do Ribeirão do Ouro, foi uma cena, para ele, preocupante, pois aparentemente era despejado ali esgoto sem tratamento, além de uma grande erosão em área de preservação causada pelas chuvas.

Esses problemas ensejaram requerimentos ao Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae) e à Secretaria de Obras e Serviços, solicitando uma atuação urgente para equalizar a situação.

Na tarde da sexta-feira (9), uma comitiva da autarquia acompanhou Chediek ao local para analisar a situação de momento. Liderada pelo diretor técnico operacional do Daae, José Braz Scognamiglio, a equipe fez uma vistoria e constatou que aparentemente o que foi despejado no córrego era algum produto domiciliar, mas não esgoto, pois hoje não se verificou nada de irregular.

“Quando recebemos a indicação com as fotos enviadas pelo vereador Chediek, solicitei imediatamente ao nosso pessoal de campo uma verificação e abertura dos Posto de Visitas (PV) que estão espalhados aqui nessa região e nada de anormal foi encontrado”, garantiu Braz.

Segundo ele, agora foi feita uma escala para, uma ou duas vezes por mês, se repetir essa ação, pois a água do córrego é límpida e assim precisa continuar. Uma inspeção foi feita na presença do vereador nos PVs das imediações.

Chediek ficou satisfeito com as providências do Daae e aguarda um posicionamento da Secretaria de Obras. “Agora temos que resolver o tema relacionado à erosão, que avança a cada chuva. Vimos que uma casa foi tragada por ela. O leito do córrego se transformou em um depósito de entulho, acarretando sérios danos ao meio ambiente”, lembrou o parlamentar, que está sugerindo ainda a construção de uma contenção da enxurrada. “Seria um projeto simples, no qual a água seria liberada em quantidades menores, prevenindo o aumento dessa e o aparecimento de novas erosões”, assegurou.

O gerente de Redes de Água e Esgotos, José Roberto Meciano Jr., o coordenador de Redes de Esgotos e Pluvial, Claudelino Silva, o diretor de Gestão Ambiental, Helton Alves de Galvão, e o gerente de Fiscalização Ambiental, Artur de Lima Osório, também participaram da inspeção ao Córrego do Vieira.

Fotos: https://flic.kr/s/aHsmfLGScb

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *