Cinco alimentos que comemos mais no tempo frio e envelhecem a pele

Cinco alimentos que comemos mais no tempo frio e envelhecem a pele

| IDNews | LifeStyle|Via Notícias ao Minuto  |

Cuidado com os alimentos calóricos e fáceis demais nesse inverno. Além dos grandes problemas para o organismo, a pele também pode sofrer

IDN/Gastronomia

Quando a temperatura começa a diminuir, é comum atacar a geladeira e desregular a alimentação. Afinal, quem não gosta de comer um brigadeiro de colher assistindo filmes e séries em um friozinho com chuva?

“As pessoas sentem mais fome e desejo de alimentos com mais calorias no inverno, porque o nosso metabolismo fica naturalmente mais rápido pela tentativa de regular a temperatura corporal. O problema é que muitos desses alimentos que ingerimos mais no inverno podem acelerar o processo de envelhecimento cutâneo”, explica a dermatologista Dra. Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Abaixo, a especialista cita os grandes vilões:

Doces – Apesar de importante para conferir energia ao corpo, o carboidrato (ou açúcar) em excesso pode interagir com as proteínas e gorduras para causar os AGEs (Agentes avançados de glicação) que alteram as estruturas e funções do colágeno e elastina, causando desordens na pele, com aparecimento de rugas, flacidez e manchas. E o problema é que os doces são justamente muito ricos em açúcar. “A glicose em excesso pode causar desregulação dos genes pró-longevidade e aumentar a concentração de AGEs”, afirma a médica.

Refeições rápidas de micro-ondas – Para quem tem preguiça de cozinhar no frio, os alimentos rápidos e ultraprocessados, esquentados no micro-ondas, podem ser um perigo. “Além de vários aditivos químicos, há alta concentração de sódio e carboidratos nesses produtos. Com o alto consumo de sal, o corpo retém mais líquido e a pele sofre com isso, ficando desidratada e muitas vezes com sinais de inchaço e cansaço”, afirma a dermatologista. O sal em excesso prejudica ainda a circulação de sangue, o que tem influência direta na nutrição da pele.

Carne vermelha – Um bom ensopado de carne é capaz de nos deixar saciados por horas, mas a junção de carne vermelha com batata, molhos e sal em excesso podem cair como uma ‘bomba’ no nosso organismo, acabando por limitar a ação antioxidante. “A carne vermelha, rica em gordura saturada, aumenta o colesterol ruim e pode inibir a atividade da SIRT1 (proteína que estimula à longevidade celular) levando a uma vida útil celular reduzida. Isso tem relação direta com o processo de envelhecimento”, afirma a médica.

Frituras – Se a batata frita, um pastel quentinho e outros tipos de frituras como salgadinhos estão no seu cardápio de inverno, saiba que o óleo utilizado em altas temperaturas se torna uma gordura saturada, diminuindo a vida celular, além de adicionar muito sal à alimentação.

Queijos “amarelos” – Além do alto teor de gordura, os queijos prato, coalho, emental, brie, cheddar, mussarela, parmesão, entre outros, como são derivados de leite podem aumentar a expressão do hormônio IGF-1, que tem relação com a produção exacerbada de sebo e acne. “Se não tratada adequadamente, a acne pode deixar manchas e cicatrizes que deixam a pele com aspecto envelhecido”, afirma a médica.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *