Edinho Silva se diz contra a privatização do DAAE

Edinho Silva se diz contra a privatização do DAAE
Alvo de acusações do grupo político que governa a cidade, Edinho reafirma em debate que não sofre processos e apresenta propostas para Araraquara voltar a funcionar

7.58| 30SET2016
Edinho Silva

O candidato a prefeito Edinho Silva, da coligação “O Melhor para Araraquara” (PT, PP, PR e PCdoB), participou nessa quinta-feira (29) de debate promovido pela Rádio Morada do Sol, com participação dos cinco adversários nas eleições de domingo. Edinho reafirmou que vai fortalecer o papel do Daae como gestor do saneamento ambiental em Araraquara e criticou a taxa do lixo vinculada ao consumo de água. “Sou contra a privatização do Daae. Pelo contrário, vamos fortalecer a autarquia, em parceria com seus funcionários”, garantiu.

Mais uma vez o debate foi marcado por acusações contra Edinho, por parte dos candidatos que representam o grupo político que governa a cidade há oito anos.

“Os meus adversários se revezam e fazem tabelinha um com o outro para me atacar. Não têm sequer coragem para debater comigo. Não tiveram competência para governar e nacionalizam a campanha, para não debatermos o que fizeram com a cidade. Querem jogar o eleitor contra mim. Mas, não sou indiciado, processado ou condenado”, esclareceu Edinho.

Para o candidato, a recepção carinhosa que vem recebendo em todas as atividades de campanha mostra que a população de Araraquara lembra o que realizou em seus oito anos de governo e sabe que pode fazer muito mais. “Vamos reabrir as Escolinhas de Esportes, as Oficinas Culturais, as Frentes da Cidadania e trazer de volta a Facira. Em nosso governo, Araraquara vai voltar a funcionar”, reafirmou o candidato.

Edinho lembrou ainda que, no período em que foi prefeito, diversos projetos foram aprovados e realizados com recursos do governo do Estado, que na época tinha à frente os governadores José Serra e Geraldo Alckmin, ambos do PSDB. “Foram projetos aprovados pela sua qualidade, como a implantação do Centro de Artes e Ofícios na Vila Xavier, hoje abandonado, e as reformas do Teatro Municipal e da Casa da Cultura, que não passaram por novas obras desde aquela época”, comentou.

O candidato reforçou que irá fortalecer a maternidade Gota de Leite, inclusive reabrindo a Casa da Gestante e a UCI, unidade semi-intensiva destinada a recém-nascidos, serviços que hoje não funcionam. “Não adianta inaugurar prédios e não atender a população. É o que acontece também com as UPAs, pois somente a da Via Expressa funciona”, ressaltou.

Face to Face

Na tarde de quinta-feira, Edinho respondeu a perguntas de internautas no Face to Face, entrevista transmitida ao vivo pelo Facebook (/EdinhoSilvaAraraquara), para esclarecer dúvidas sobre temas abordados no debate.

De acordo com Edinho, os serviços da Gota de Leite serão ampliados, para que a unidade se torne referência na saúde da mulher. O objetivo é solucionar problemas como a fila de exames preventivos básicos, como mamografia e papanicolau, que hoje demoram até dois anos para ser realizados. “Isso é um absurdo, pois são exames preventivos ao câncer de mama e de colo de útero. Quando fui prefeito, os postos de saúde iam buscar as mulheres que estavam com esses exames atrasados”, comentou.

Edinho disse que vai reabrir o Pronto Socorro do Melhado, que tinha 40 leitos, para atender os casos mais graves, e manter as UPAs como suporte em casos de saúde mais simples. E reforçou que vai reabrir as farmácias dos postos de saúde. “Hoje muitas pessoas têm que pegar ônibus pra buscar seu remédio e ainda assim não encontram. Isso desorganiza programas de saúde como o de diabetes e de hipertensão”, disse.

Ainda na área da saúde, Edinho acrescentou que vai criar saídas para solucionar a crise da Beneficência Portuguesa e fortalecer o papel do Hospital Psiquiátrico Caibair Schutel na rede de saúde do município.

Questionado sobre os recursos para as ações do Programa de Governo, Edinho disse que vai rever contratos para recuperar a capacidade de investimento da prefeitura, além de promover uma reforma administrativa. “Esse grupo que administra a cidade criou oito novas secretarias, inclusive com voto a favor de adversários que hoje prometem corte de gastos. Eu tinha 68 cargos comissionados, incluindo secretários, metade do que tem hoje na prefeitura”, completou.

Por fim, o candidato reafirmou que vai retomar a Incubadora de Empresas, para apoiar iniciativas startups e de economia criativa e solidária, além de encontrar uma saída para a crise da Iesa. “Em 2003, quando era prefeito, juntamos forças para salvar a Iesa. O prefeito deve ter liderança e encontrar soluções e não ficar assistindo uma empresa fechar, um hospital fechar. É preciso encontrar saídas e é o que faremos”, concluiu Edinho.

idnews-usa_portal

 

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *