Estudante denuncia agressão ao se recusar a dançar com rapaz em festa

Estudante denuncia agressão ao se recusar a dançar com rapaz em festa
A Polícia Civil e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) estão apurando

8:31 |PARAIBA | 2018MAI08 | 

Uma aluna da Universidade Federal de Campina Grade (UFCG), campus de Patos, no Sertão da Paraíba, denunciou ter sido agredida por outro aluno da instituição durante uma calourada. A jovem teria se recusado a dançar com o rapaz durante a festa e acabou agredida. A Polícia Civil e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) estão apurando o caso que ocorreu na noite da última quinta-feira (3), em uma área de lazer, fora do campus, onde estava sendo realizada a calourada.

De acordo com o G1, a estudante tem 18 anos e é estudante do curso de biologia. Já o aluno, Rodolfo Cunha, cursa medicina veterinária.

A defesa do suspeito afirmou que, em nenhum momento, ele tentou ter contato com a jovem e negou a agressão. Os advogados alegam que Rodolfo é inocente e espera que os fatos sejam esclarecidos.

A jovem prestou depoimento à polícia e relatou que estava com um grupo de amigos quando o rapaz se aproximou, com sinais de embriaguez, chamando-a para dançar. Ela recusou e alguns instantes depois ele voltou a insistir que ela dançasse com ele. A jovem, mais uma vez, se negou a dançar com ele e o empurrou, pois ele estava insistindo contra a vontade dela.

Segundo a vítima, o jovem revidou o empurrão, a agrediu com um soco no rosto e fugiu do local em seguida. O delegado Manoel Martins, que está investigando o caso, disse que o suspeito vai prestar depoimento à polícia na manhã desta terça-feira, na delegacia de Patos.

Em nota, a UFCG lamentou o acontecimento envolvendo violência entre membros da comunidade discente e destacou que o Centro de Saúde e Tecnologia Rural, do campus de Patos, tem tomado atitudes para minimizar atos como este, como a proibição do uso de bebidas alcoólicas dentro do campus. O diretor do campus de Patos, Sergio Ricardo, afirmomu que a instituição disponibiliza, a todas as vítimas dessas agressões, o Sistema de Assistência Estudantil (Psicólogo e Assistente Social). Além disso, a coordenação do curso de medicina veterinária deve se reunir para discutir as medidas que devem ser adotas com relação ao jovem suspeito de ter praticado a agressão.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *