Governo do Equador veta presença de torcida em jogo com o Brasil

Cerca de 18 mil ingressos já tinham sido vendidos para o duelo, que será o único desta rodada de Eliminatórias sul-americanas que não terá a presença de torcedores


Diante do avanço de casos de Covid-19 no Equador, o governo local determinou que a partida entre o Brasil e a seleção equatoriana pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, marcada para quinta-feira (27), às 18h (de Brasília), em Quito, não terá a presença de torcedores no estádio Rodrigo Paz Delgado.

Inicialmente, o governo do país havia liberado a presença de até 30% da capacidade de público do local da partida, também chamado de Casa Blanca. A Federação Equatoriana de Futebol tentou ampliar a liberação para 60%, no entanto o Comitê de Operações de Emergências Nacional determinou a realização do jogo com portões fechados.

Cerca de 18 mil ingressos já tinham sido vendidos para o duelo, que será o único desta rodada de Eliminatórias sul-americanas que não terá a presença de torcedores.

Apesar de o Equador ter 74% de sua população com o esquema vacinal completo, de acordo com dados do portal “Our World In Data”, o avanço da variante ômicron preocupa as autoridades locais.

Na briga por vagas no Mundial no Qatar, Brasil e Argentina são os únicos do continente que já estão com vagas garantidas. O Equador ocupa a terceira posição das Eliminatórias, com 23 pontos, 12 a menos do que a seleção canarinho, que lidera a disputa com uma campanha invicta e 35 pontos somados.

Depois de enfrentar os equatorianos, o elenco comandado pelo técnico Tite volta a campo na terça-feira da próxima semana (1º), quando vai encarar o Paraguai, às 21h30, no Mineirão, com a capacidade total do estádio aberta para o público.

| IDNews® | Folhapress | Via NMBR |Brasil

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.