Ladrões explodem carro-forte na Grande SP e fecham pista do Rodoanel 

Ladrões explodem carro-forte na Grande SP e fecham pista do Rodoanel
     O carro-forte da empresa Protege teve a porta lateral arrancada com o uso de explosivos

6:47 |IDNews/Folhapress/Via Notícias ao Minuto | 2018SET25  | 

Ladrões atacaram e explodiram um carro-forte na noite desta segunda (24), na região de Suzano (Grande São Paulo). Os suspeitos fecharam os dois sentidos da pista interna do Rodoanel Mário Covas na ação criminosa que teve início por volta das 19h30.

Até a conclusão desta edição, ninguém havia sido preso, da mesma forma que não havia informações sobre feridos e valores roubados pelos criminosos.

O carro-forte da empresa Protege teve a porta lateral arrancada com o uso de explosivos. O interior do veículo ficou todo destruído. Os vidros, blindados, trincaram por conta da ação dos criminosos. A Protege foi procurada pela reportagem, mas não se manifestou.

A Polícia Rodoviária Estadual disse que, por conta do tiroteio, motoristas retornaram na contramão no trecho onde ocorria o assalto.

Acrescentou que, na altura do km 86 do Rodoanel, região de Mauá (ABC), houve uma nova troca de tiros entre os bandidos e policiais.

A caça à quadrilha contou com a participação das polícias Civil e Militar e do helicóptero Águia.

De acordo com a SPMar, concessionária que administra o Rodoanel, a pista onde houve o assalto ficaria bloqueada, por tempo indeterminado, para motoristas que seguiam no sentido de Mauá pelas rodovias Anchieta, Régis Bittencourt, Imigrantes, Raposo Tavares, Castello Branco, Anhanguera e Bandeirantes.

Segundo uma testemunha, que pediu anonimato, os criminosos fecharam a via, na altura do km 105, com duas carretas. Uma delas, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, transportava carga “perigosa”, alvejada de propósito, para que produto vazasse na pista, prejudicando a perseguição à quadrilha.

“Ouvi um som de explosão. Pensei que era um pneu explodindo. Mas, depois, não parava de fazer barulho e percebi que eram tiros. Depois começaram as explosões. O barulho durou uns 15 a 20 minutos”, afirmou a testemunha. Com informações da Folhapress.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *