Luan Santana mira carreira no exterior sem deixar de cantar em português

Luan Santana destaca a força da música brasileira citando a bossa nova de Tom Jobim, que ganhou o mundo, e o romantismo de Roberto Carlos


Consolidar a carreira internacional é o grande desejo de Luan Santana, 30. Em 2022, ele fará turnê na Europa e segue aprendendo a falar espanhol, além de já dominar o inglês. Mas o cantor, que estourou em todo o Brasil em 2009 com o hit “Meteoro”, não quer se sentir na obrigação de cantar em outros idiomas para mostrar o seu trabalho ao mundo.

“Quero cantar também em português. Cantar na nossa língua para que nos ouçam. Eu quero que o mundo nos veja pelo que temos de tão lindo: a nossa música, a nossa democracia musical”, afirma ele em entrevista concedida por email ao F5. “Quero que a nossa música seja conhecida com o nosso sotaque, com a nossa língua”.

Luan Santana destaca a força da música brasileira citando a bossa nova de Tom Jobim, que ganhou o mundo, e o romantismo de Roberto Carlos. “Sem parecer pretensioso, eu quero que o meu canto ecoe com a mesma força com que este Brasil abraça tantos povos e línguas”, acrescenta.

O artista afirma que “rótulos limitam” e que “canta o amor”. Diz ainda que o sertanejo, gênero em que se destacou e é identificado até hoje, consegue se unir –”em perfeita harmonia”, analisa ele– com outros estilos, como o axé, o funk, o piseiro e o arrocha.

Santana complementa que é uma limitação excluir a música e os músicos brasileiros do “chamado mercado latino”. “A gente tem de começar a levantar esta bandeira: somos latino-americanos, já dizia Belchior [1946-2017] e Zé Rodrix [1947-2009]. O romantismo é minha essência, aliás, essa a maior característica do latino”, acrescenta.

No caminho para o sonho de consolidar a carreira internacional está Portugal, país onde o cantor já faz sucesso e deseja gravar um DVD ainda este ano. Luan tem dois shows marcados em agosto em Lisboa e Porto –este último está com ingressos esgotados. “A música ‘Morena’ é primeiro lugar no país desde que lançou”, celebra ele.

O cantor faz neste domingo (16) o seu segundo show em São Paulo, na Arena Estaiada, na zona sul da capital do estado, depois de quase dois anos sem fazer apresentações com público por causa da pandemia –o primeiro foi em dezembro, no Espaço das Américas.

Apesar do aumento no número de pessoas infectadas pela variante ômicron do coronavírus, Luan Santana diz estar tranquilo e que seguirá as orientações dos órgãos competentes. “As vacinas estão salvando vidas e tenho certeza de que estamos cada vez mais perto do fim. Temos de observar e seguir o que os órgãos competentes têm a determinar e nos unir”, afirma.

Ele também se diz muito ansioso com a turnê Luan City que vai rodar o Brasil e que nasce do DVD, gravado em dezembro em São Paulo. “O público pode esperar um cantor cheio de saudade, de planos e de vontade que tudo isso passe logo, para resgatarmos nossas vidas novamente, nossa liberdade de ir e vir e que tudo se encaixe”, diz.

Na vida pessoal, Luan Santana afirma que o namoro com a estudante de moda Izabela Cunha vai “maravilhosamente bem”. O casal já planeja morar junto e formar uma família. “Neste ano ou no outro, sem falta, vamos morar juntos e, em breve, filhos”, afirma.

O cantor assumiu o namoro com Izabela em novembro do ano passado. Antes, ele ficou por 12 anos com Jade Magalhães –noivos, eles anunciaram o fim do relacionamento em outubro de 2020. “Izabela é um presente na minha vida”, conclui.

| IDNews® | Folhapress | Via NMBR |Brasil

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.