Ministros avaliam que Lava Jato pode trazer riscos para Dilma

Ministros avaliam que Lava Jato pode trazer riscos para Dilma,  ministros e auxiliares analisaram as declarações dadas na última sexta-ifera (4) pelos investigadores

A presidente Dilma Rousseff se reuniu nesta segunda-feira (7) com ministros do núcleo político e fizeram uma análise detalhada da entrevista dada na sexta-feira (4) pelos investigadores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

De acordo com o Blog do Kennedy, do iG, os ministros avaliaram que o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima fez afirmações que causaram preocupação.

A principal declaração foi de que a Dilma poderia ser beneficiária de um esquema de compra de apoio político que teve origem em contratos da Petrobras. Embora os investigadores de Curitiba não possam investigar a presidente, que tem foro privilegiado, toda a linha de investigação exposta por Santos Lima para responsabilizar Lula levaria à mesma conclusão em relação à Dilma.

O blog esclarece que a presidente só pode ser investigada pelo procurador-geral da República no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF). Porém, a investigação da Operação Lava Jato em Curitiba tem o direito de compartilhar eventuais evidências e provas com a Procuradoria Geral da República e o STF.

Um dos ministros avaliou que o procurador da República deu declarações que sinalizam a possibilidade de uso da teoria do domínio do fato. O procurador referiu que a Lava Jato apura a hipótese de o esquema de corrupção ter beneficiado o “chefe do governo” na época de Lula. Em seguida, declarou que a presidente Dilma também poderia ser “beneficiária” do mesmo esquema.

Ainda de acordo com o blog, ministros confirmaram que Dilma considera que não pesam contra ela acusações de benefício pessoal, como sustentaram os investigadores em relação a Lula, citando obras no sítio de Atibaia, por exemplo.

No entanto, ministros petistas ainda creem que, se Lula for condenado em Curitiba, será aberta uma porta para a eventual responsabilização da presidente da República.

Auxiliares de Dilma revisaram com atenção a entrevista dada pelos investigadores na última sexta (4). Segundo ministros, as próximas semanas serão decisivas, com a possibilidade de o pedido de impeachment começar a tramitar na Câmara.

O blog destaca ainda que há expectativa em relação aos efeitos das manifestações contra e a favor do governo, especialmente se houver confrontos nas ruas.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *