Operação da PF destrói 360 mil pés de maconha no Maranhão e Pará

Operação da PF destrói 360 mil pés de maconha no Maranhão e Pará

| IDNews |Via Notícias ao Minuto |Brasil|

Foram localizadas e inutilizadas 136 plantações, em uma área de cerca de 240 mil metros quadrados, além da apreensão de mais de 1 tonelada da droga pronta para o consumo

IDN/Polícia Federal

A Operação Facheiro 4 da Polícia Federal (PF), realizada no período de 16 a 31 de outubro, com o objetivo de erradicar plantações de maconha nas regiões do Noroeste do Maranhão e Nordeste do Pará, destruiu 360 mil pés da erva. “Com a ação policial, deixa de entrar no mercado consumidor aproximadamente 120 toneladas de maconha”, informou a PF.

No Maranhão, as ações se concentraram nos limites da Terra Indígena Alto Turiaçu, nos municípios de Nova Olinda do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, Centro do Guilherme, Araguanã e Zé Doca. No estado do Pará, os policiais federais agiram em áreas próximas da Terra Indígena Alto Rio Guamá e no Polígono do Capim, regiões que compreendem os municípios de São Domingos do Capim, Concórdia do Pará, Bujarú, Tomé-Açu e Cachoeira do Piriá.

Foram localizadas e inutilizadas 136 plantações, em uma área de cerca de 240 mil metros quadrados, além da apreensão de mais de 1 tonelada da droga pronta para o consumo. Os policiais destruíram também acampamentos e lavraram um auto de prisão em flagrante por porte ilegal de armas de fogo e tráfico de drogas.

A operação contou com a participação da Coordenação de Aviação Operacional da PF, do Centro Tático Aéreo da Polícia Militar do Estado do Maranhão, do Grupo Aéreo de Segurança Pública do Pará e do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. Ao todo aproximadamente 100 policiais de diferentes forças de segurança pública participaram das ações.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *