Petrobras pode deixar de ser operadora única do pré-sal

Petrobras pode deixar de ser operadora única do pré-sal

Com a mudança, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) poderia decidir, pontualmente, se a Petrobras participará ou não dos projetos

Um grupo de senadores quer aprovar um projeto, capitaneado pelo senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), em uma alteração ao texto original de José Serra (PSDB-SP), que permite à Petrobras deixar de ser a operadora única do pré-sal nos próximos leilões, desde que o governo tenha poder para decidir sobre a participação da estatal.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, com a mudança, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) poderia decidir, pontualmente, se a Petrobras participará ou não dos projetos.

De acordo com a publicação, atualmente, a Petrobras precisa participar com um mínimo de 30% em qualquer campo do pré-sal explorado.

A proposta de Ferraço agrada ao autor do projeto, Serra, e a uma parte da base aliada da presidente Dilma, diante da situação frágil de caixa da empresa, com risco de que essa regra inviabilize investimentos futuros.

“Vamos deliberar o mais rapidamente possível. É uma matéria de interesse nacional e nós precisamos resguardar o interesse estratégico do Brasil, mas é preciso acabar com a obrigatoriedade dos 30%”, disse Renan após se reunir com líderes partidários.
Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *