Projeto de combate ao bullying é debatido em reunião

Projeto de combate ao bullying é debatido em reunião

| IDNews| Assessoria de Imprensa | Câmara Municipal de Araraquara |

O vereador Elias Chediek se reuniu com professora em seu gabinete

IDN/Interior/Araraquara

Em trâmite na Câmara, o projeto de Lei nº 100/2019, de autoria do vereador Elias Chediek (MDB), que institui e inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município de Araraquara a Semana de Conscientização, Prevenção e Combate ao Bullying, a ser lembrada anualmente na segunda semana de abril, foi tema de reunião no gabinete do parlamentar com a professora Juliana Munaretti de Oliveira Barbieri na manhã de quarta-feira (12).

Autora do projeto “Desvendando e Prevenindo Bullying”, aplicado em instituições de ensino públicas e privadas há mais de uma década, Juliana atua de forma independente como editora, autora e coautora de livros, artigos e textos que abordam os temas bullying, mobbing, cyber-bullying, violência sistemática, assédio moral e o que é previsto na legislação vigente no Brasil.

A professora entende que a sociedade brasileira, no tocante ao bullying, demonstra, infelizmente, noções equivocadas sobre o fenômeno e seus significados, as consequências negativas, a covardia dos opressores, o silêncio dos oprimidos, a conivência dos espectadores, e o que é previsto na legislação vigente no país. “Tal fenômeno tem reflexos na vida do indivíduo, ocasionando violência contra a dignidade, causando danos psíquicos, morais, mentais, físicos e emocionais, impossibilitando-o ao pleno desenvolvimento de suas habilidades”, explica.

Segundo Juliana, por ser um fenômeno social, o bullying é manifestado de maneira sutil e tem características próprias, pois se trata de um tipo de violência escolar, revelando agressividades física, verbal e psicológica, de um ou mais estudantes contra vítimas desprotegidas, causando esgotamento, dor, angústia e insegurança, decorrentes dessas experiências negativas.

“Nesse contexto, é indispensável que esses espaços estejam preparados para a garantia de um ambiente socialmente saudável, proporcionando condições favoráveis a trabalhadores e alunos, para que possam desenvolver, com êxito, suas habilidades e aptidões e, ao mesmo tempo, expressar seus interesses, de maneira ativa, pacífica e produtiva, nos diversos aspectos da vida social”, detalha.

Para ela, a iniciativa vem ao encontro da urgência e da seriedade que o tema requer, pois “a prevenção ao fenômeno, hoje, é a semente para que as futuras gerações araraquarenses não assistam a massacres como os já registrados na história do país e do mundo”.

Para Chediek, o tema merece muita reflexão e também muita ação dos responsáveis, principalmente de pais que não são mais autoridades para seus filhos, e de professores que também não são mais autoridades para seus alunos. “Temos que analisar o rumo que estamos tomando com liberdade ampla e sem restrições, onde tudo é liberado e permitido, inclusive a falta de respeito e amor ao próximo.”

Sobre a professora

Juliana Munaretti de Oliveira Barbieri, com mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (2007), licenciatura plena em Geografia (1998) e graduanda em Direito (2017), é professora efetiva no Governo do Estado de São Paulo e no Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (Ceeteps). Ministra palestras e oferece treinamentos sobre os temas bullying e mobbing. É de sua autoria a primeira dissertação de mestrado publicada no Brasil sobre o tema, intitulada “Indícios de Casos de Bullying no Ensino Médio de Araraquara-SP”.

Com informações da assessoria de gabinete do vereador Elias Chediek (MDB)

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

2 comentários em “Projeto de combate ao bullying é debatido em reunião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *