Reflexões sobre desenvolvimento marcam início da VI Semana Rodolpho Telarolli 

Reflexões sobre desenvolvimento marcam início da VI Semana Rodolpho Telarolli
     A secretária de Cultura, Teresa Telarolli, que é também historiadora, escritora e filha do homenageado, abriu o evento com uma nota…

8: |IDNews| 2018AGO30  | Comunicação  Social da Câmara Municipal de Araraquara

“Araraquara em Desenvolvimento” foi o tema da mesa de abertura da VI Semana Rodolpho Telarolli, realizada pela Escola do Legislativo no Plenário da Câmara Municipal. As palestras do primeiro dia do evento foram “Desenvolvimento econômico e social de Araraquara: o papel da economia solidária”, com a coordenadora executiva do Trabalho e de Economia Solidária, Camila Capacle Paiva e “Desenvolvimento urbano de Araraquara”, com a gerente de Aprovação de Projetos e Parcelamento do Solo, Priscila Vasques Crepaldi.

A mesa de abertura foi mediada pelo presidente da Escola do Legislativo, o vereador Rafael de Angeli (PSDB). “É uma grande satisfação participar da Semana Rodolpho Telarolli, que tem como objetivo estimular a discussão e o aprofundamento de temas ligados ao desenvolvimento do Município, além de estimular a participação ativa da população na discussão desses temas”, declara.

A secretária de Cultura, Teresa Telarolli, que é também historiadora, escritora e filha do homenageado, abriu o evento com uma nota pessoal: “Falando em nome da minha família, é sempre um prazer muito grande participar da Semana que leva o nome do meu pai, primeiramente pelo lado afetivo”, aponta. “Em segundo lugar, porque o evento é convergente com a história do meu pai, cuja trajetória circula na órbita de Araraquara. Ele era um apaixonado pela cidade e fez dessa paixão um combustível poderoso para se tornar um ativista pela cidade em uma época em que poucos cidadãos tinham esse perfil”, acrescenta.

A coordenadora Camila Paiva apresentou vários dados estatísticos da cidade, como o último Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) de Araraquara, divulgado em 2010, de 0,815, o que representa um alto padrão de vida em termos de longevidade, renda e educação. Ela também observou que a média de renda da nossa população é de 2,7 salários mínimos, de acordo com dados de 2016. “Porém 30% da população recebe até um salário mínimo e temos seis territórios de alta vulnerabilidade social, o que representa 32,75% da população. Não estamos livres dos bolsões de pobreza, e a distribuição de renda é motivo de reflexão quando pensamos em desenvolvimento econômico.” Camila falou ainda sobre os desafios do desenvolvimento social, tecnologia social e práticas coletivas para geração de renda. “É preciso pensar no desenvolvimento como algo que tenha o ser humano como objetivo principal”, destaca.

Já a gerente Priscila Crepaldi apresentou o trabalho da Coordenadoria de Planejamento Urbano e as tendências de crescimento da cidade. “A Coordenadoria é como ‘o cérebro’ da Secretaria, onde se faz um diagnóstico da dinâmica do crescimento e se tenta criar um desenvolvimento controlado, de acordo com o Plano Diretor, em relação a questões sociais, ambientais e equipamentos públicos, ou seja, educação, saúde, lazer e cultura, entre outros fatores”, explica. Priscila acrescentou que o mote do planejamento urbano é a criação de “uma cidade compacta e mista’, ou seja, que seja ocupada em seus vazios urbanos e cujos bairros criados ofereçam serviços aos seus habitantes. Embora haja um esforço do mercado imobiliário para ocupar as zonas periféricas, tentamos estimular ou desestimular a ocupação de zonas da cidade de acordo com o Plano Diretor”.

A VI Semana Rodolpho Telarolli é realizada em parceria com a Prefeitura Municipal e o Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae). Participaram do primeiro dia de palestras os vereadores Elias Chediek (MDB) e Edio Lopes (PT).

A VI Semana Rodolpho Telarolli acontece até 31 de agosto, às 14 horas, no Plenário da Câmara Municipal. As palestras serão transmitidas ao vivo no Canal 17 da NET, pelo YouTube e pelo Facebook da Câmara.

Programação:

Quinta-feira (30/08) – “As Frentes de Acolhimento à Mulher Vítima de Violência em Araraquara”, com as palestrantes: Amanda Vizoná, Marisa Marques Monteiro e Lucia Regina Ortiz Lima.

Sexta-feira (31/08) – “Meio Ambiente: Soluções Sustentáveis para as Cidades”, com os palestrantes: Helton Alves Galvão e Valter Lost

Fotos disponíveis no site: https://flic.kr/s/aHsmr7eZqy

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *