Relatório da PF aponta que gerente de banco ajudava a ocultar propinas

Um relatório feito pela Polícia Federal aponta que uma brasileira, gerente de banco na Suíça, tenha facilitado crimes de lavagem de dinheiro e de evasão de divisas.

Segundo a PF, Denise Kos, funcionária do banco Safra, ajudava o ex-diretor da Petrobras, Jorge Zelada, a ocultar dinheiro de origem criminosa investigado pela Operação Lava Jato.

Filipe Pace, delegado responsável pela investigação, garante que a gerente auxiliava o ex-diretor da área internacional da companhia a disfarçar a origem dos recursos com “a aquisição de ações e títulos”.

Em outra conversa, ela recomenda “tomar cuidado” após o ex-diretor afirmar: “Eu nem sempre vou saber a origem de uma remessa”.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, os advogados de Denise Kos não foram localizados para esclarecer as informações do relatório da PF.

Notícias em Minuto

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *