Policial federal nega dar celular a bandidos e é morto a tiros no Rio

Policial federal nega dar celular a bandidos e é morto a tiros no Rio
Este é o 60º policial morto no estado somente neste ano

9:06 |POLICIAL FEDERAL | 2018JUN27 | - Foto:  © Internet

Uma tentativa de assalto deixou um policial federal aposentado Luis Carlos Dias, de aproximadamente 60 anos, morto, na noite dessa terça-feira (26), em Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. Este é o 60º policial morto no estado somente neste ano.

Informações preliminares da polícia indicam que o agente, com medo de ser identificado, recusou-se a entregar o celular aos bandidos, tentou correr e foi baleado. A carteira de policial estava presa ao aparelho, de acordo com O Globo.

Dias foi abordado pelos suspeitos quando caminhava, por volta das 23, pela Avenida Guignard. Ele foi atingido nas costas. Já machucada, a vítima percorreu ainda aproximadamente 200 metros, mas caiu numa calçada na Rua Gustavo Corção. Ninguém foi preso até o momento.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Um comentário em “Policial federal nega dar celular a bandidos e é morto a tiros no Rio

  • 27 de junho de 2018 em 22:00
    Permalink

    Na realidade Luis Carlos Dias é o 71º, hoje morreu o 72º , o Inspetor de Polícia Civil Eduardo Freire Pinto Guedes Filho, carinhosamente conhecido Eduardo Paquetá.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *