Apesar de conselhos de Lula e PT, Dilma não deve mudar agenda econômica

Apesar de conselhos de Lula e PT, Dilma não deve mudar agenda econômica

Aliados da presidente avaliam que é preferível investir em uma medida impopular, mas estruturante do que acatar as propostas do partido

Apesar dos ataques do comando do PT à agenda econômica do Planalto e da conversa de Lula para que defina de que lado está, Dilma Rousseff não dá sinais de que poderá ceder.

Segundo a coluna Poder, da Folha de S. Paulo, aliados da presidente avaliam que, com uma aprovação na faixa dos 10%, é preferível investir em uma medida impopular, mas estruturante, como a reforma da Previdência, do que acatar as propostas do partido, que, na sua opinião, não ajudam o país a sair da crise.

Dilma deve investir na agenda internacional. Além da Cúpula de Segurança Nuclear, em Washington, ela deve ir duas vezes à ONU, em Nova York, em abril, para participar da assinatura do acordo climático de Paris, além de estar presente uma sessão especial de combate às drogas.

i_d_P&B

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *