Diversas mães e gestantes participam de encontro em celebração ao Agosto Dourado, promovido pela Enfermagem da Uniara

Diversas mães e gestantes participam de encontro em celebração ao Agosto Dourado, promovido pela Enfermagem da Uniara
Atividade, que proporcionou a troca de experiências sobre amamentação, foi realizada na última sexta-feira, dia 18, na USF João Francisco Alves

231AGO2017|  9:43   - Assessoria de imprensa da Uniara

O encontro entre puérperas, mães e gestantes, promovido pelo curso de Enfermagem da Universidade de Araraquara – Uniara, em celebração ao Agosto Dourado, contou com grande número de participantes, segundo a docente da graduação e coordenadora da atividade, Juliana Cafer. O evento, com o objetivo do compartilhamento e da troca de experiências sobre a amamentação, foi realizado na última sexta-feira, dia 18 de agosto, na Unidade de Saúde da Família – USF “João Francisco Alves”. No mês, é realizada a Semana Mundial de Aleitamento Materno, que trouxe como tema este ano “Proteger a amamentação: Construindo Alianças sem Conflitos de Interesses”.

“Tivemos muitas mulheres, mães e gestantes, que foram à USF falar a respeito desse momento. Foi uma atividade muito importante e gratificante, onde pudemos ouvir o que elas têm vivenciado em relação à prática da amamentação, e também trazer um pouco do nosso conhecimento de enfermagem sobre o assunto”, relata Juliana.

Ela conta que as participantes fizeram relatos positivos e negativos sobre o assunto. “Quando falamos em amamentação, precisamos entender que se trata de um processo multifatorial. Muitas coisas fazem parte disso, como o lado emocional da mulher, o apoio que recebe e as condições em que vive, entre outras. Tudo isso contribui para a amamentação ou não”, explica.

A vivência permitiu, de acordo com a professora, ouvir e entender melhor, na visão da mulher, como é essa prática. “Tivemos relatos de mães que amamentaram seus bebês com até mais de dois anos de vida, e outras que não tiveram sucesso. Além disso, hoje, algumas mulheres que já estão na segunda gestação falam do desejo e da importância da amamentação, e reconhecem que, quando há um profissional que apoia, um parceiro que ajuda ou um familiar que colabora, incentiva e orienta, por exemplo, tudo fica mais fácil e as chances de a amamentação dar certo são maiores”, afirma.

Para comemorar o encontro, foi servido um café da tarde. “Foi um momento muito gostosos de confraternização. Todas as mulheres se sentiram ativas e muito à vontade para compartilharem suas realidades sobre o assunto. Depois nós as convidamos para fazerem uma sessão de fotos. Lá, percebemos o quanto é importante para elas estarem acompanhadas pelos familiares, que foram incluídos na sessão. O objetivo foi mostrar que não estão sozinhas. Esses familiares que se colocaram à disposição para participarem do evento também são apoiadores”, destaca Juliana.

A docente lembra que “a amamentação é uma doação, um momento de construção de vínculo entre mãe e bebê que vai além da questão da nutrição”.

Informações sobre o curso de Enfermagem da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *