Fundação para surdos em Araraquara

Fundação para surdos em Araraquara  
Nesta terça-feira a Tribuna Popular da Câmara Municipal apresenta proposta para implantar a Fundação IDIOMA SURDO em Araraquara
7:52| 21/06/2016
Théo Bratfisch

Porta-voz da Fundação IDIOMA SURDO, o publicitário Théo Bratfisch, fará uso da Tribuna Popular em Sessão Ordinária, nesta terça-feira em 21 de junho, a partir das 18 horas, no Plenário da Câmara Municipal de Araraquara, quando apresentará proposta para implantação de parcerias público-privadas ao exercício de filantropia de excelência no terceiro setor para atendimento público aos surdos e pessoas com deficiência auditiva, estendido aos familiares e cuidadores parentais, que formam a comunidade surda da macrorregião que compreende 24 municípios.

A Fundação IDIOMA SURDO, acredita que o Brasil será um país melhor com mais pessoas determinadas a seguir uma trajetória afirmativa e inclusiva na sociedade e apresenta como proposta, disseminar o conceito da cultura surda através de estudos da língua oficial brasileira, a Língua Portuguesa e da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS, oficializada por meio da Lei n° 10.436 e Regulamentada pelo Decreto n° 5.626 como língua de modalidade visuogestual oriunda da comunidade surda nacional. Tem por objetivo, promover o intercâmbio entre surdos e ouvintes da comunidade surda da macrorregião de Araraquara, Estado de São Paulo.

            A captação de patrocínio social será muito importante como fonte de financiamento sustentável para a implantação de programas a serem propostos, onde o investimento social através de repasse voluntário de recursos privados de forma planejada, monitorada e sistemática aos projetos sociais e culturais de interesse público inseridos no programa Fundação IDIOMA SURDO, virá alavancar resultados compartilhados em parceiras público-privadas por meio de incentivos fiscais concedidos pelo poder público e também pela alocação de recursos não-financeiros e intangíveis. 

                                           Recursos de parcerias público-privadas

Araraquara tem capacidade de captar R$ 6 milhões ao ano em doações, mas só chega a 13% disso, onde pessoas físicas podem deduzir até 6% do IR – Imposto de Renda devido, enquanto as pessoas jurídicas, ou seja, as empresas podem contribuir com até 1% do imposto calculado sobre o lucro real. A Rede GIFE – Grupo de Institutos, Fundações e Empresas, marcada pela diversidade de seus investidores reúne hoje 137 associados de diversas regiões do país, que somados investem por volta de R$ 2,4 bilhões por ano na área social, operando projetos próprios ou viabilizando os de terceiros.

IDNews-Usa_Portal

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *