Pastor investigado pela Lava Jato pode virar cidadão honorário do DF

Pastor investigado pela Lava Jato pode virar cidadão honorário do DF
Proposta foi apresentada pela deputada distrital Sandra Faraj; Samuel Cássio Ferreira teria ligações com o deputado afastado Eduardo Cunha

9:07| 22/08/2016
Samuel Cássio Ferreira

O pastor Samuel Cássio Ferreira, investigado na Operação Lava Jato, pode ganhar títuto de cidadão honorário do Distrito Federal. A proposta foi apresentada na Câmara Legislativa do DF pela deputada distrital Sandra Faraj. Ferreira teria ligações com o deputado afastado Eduardo Cunha, segundo informações do Correio Braziliense.

A igreja do pastor, em Campinas (SP), chegou a ser pichada depois que o nome do religioso foi citado pela Procuradoria-Geral da República. Em texto que justifica a proposta, a deputada afirma que “o pastor Samuel, como presidente da Convenção Estadual das Assembleias de Deus de São Paulo, tem investido na educação religiosa de jovens e adolescentes, pela distribuição de bíblias e material didático”.

“O objetivo de vida do pastor Samuel Ferreira é levar ao conhecimento de milhares de pessoas a mensagem redentora e libertadora de Jesus Cristo, o senhor”, alegoa O documento diz, ainda, “que o pastor é uma das mais respeitadas, competentes e influentes personalidades da capital”.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.