Teori irá analisar pedidos de prisão apresentados por Janot

Teori irá analisar pedidos de prisão apresentados por Janot  
No caso de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Teori demorou cinco meses para decidir tirá-lo da presidência da Câmara
15:46| 07/06/2016
STF

A Procuradoria Geral da República pediu a prisão e o afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

No entanto, o blog de Matheus Leitão do G1, explica que a decisão de acatar o pedido será do ministro ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Ainda não se sabe se Teori irá julgar o caso somente após a votação final do processo de impeachment de Dilma Rousseff, em andamento no Congresso Nacional.

A publicação recorda que, no caso de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Teori demorou cinco meses para decidir tirá-lo da presidência da Câmara, ainda que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tivesse pedido urgência na análise do assunto.

Além disso, o pedido de prisão apresentado por Janot se estende a outros integrantes da cúpula do PMDB: o ex-presidente José Sarney (pedido de prisão domiciliar) e o senador Romero Jucá (PMDB-RR). Caberá ao Supremo analisar se autoriza a prisão dos quatro caciques peemedebistas.

Janot já recebeu algumas críticas por não ter pedido a prisão de Aloizio Mercadante, ex-ministro da Educação de Dilma, gravado por um assessor do ex-senador Delcídio do Amaral, ficando também sob a suspeita de tentar obstruir investigações na Petrobras.

Noticias

 

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *