Trajetória de Thainara Faria inspira adolescentes da Oficina das Meninas

Trajetória de Thainara Faria inspira adolescentes da Oficina das Meninas
De acordo com a coordenadora da Ong, Ângela Cristina de Oliveira, muitas meninas ali interrompem seu caminho de…

9:26 |Assessoria de Imprensa |2018ABR03 | Foto: ©Câmara Municipal de Araraquara

“Sou negra. Nasci e cresci na periferia em meio a um ambiente de drogas e prostituição. Trabalho desde os oito anos. Testemunhei agressões a minha mãe. Muitas vezes, escolhíamos entre o aluguel e a comida”. A fala é da vereadora Thainara Faria (PT), mas reflete a realidade de muitas das 74 meninas atendidas pela Ong “Oficina das Meninas”, em Araraquara. Em razão dessa identificação, a parlamentar foi convidada para palestrar na instituição na segunda-feira (2), como exemplo de luta e superação.

Thainara fez questão de, através do relato de sua própria trajetória, mostrar às adolescentes que é possível romper ciclos de violência familiares e traçar novas histórias. “A gente não precisa ser empregada doméstica, nem mãe aos 16 anos. Não é a sociedade que vai me dizer o que devo fazer. Vou ser quem eu quiser”, defendeu a vereadora, que ressaltou: “mas, para vocês conquistarem o que desejam, precisam começar a estudar já”.

De acordo com a coordenadora da Ong, Ângela Cristina de Oliveira, muitas meninas ali interrompem seu caminho de estudos por causa de gravidez precoce. “Nossa ideia com a palestra é mostrar que é possível às mulheres negras e pobres ocuparem a política e outros espaços antes reservados a uma parcela da população”, informou.

A vereadora aproveitou também a oportunidade para esclarecer dúvidas sobre as competências e os deveres dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e colocou-se à disposição das adolescentes. “Fiquei muito empolgada com o que ouvi. Realmente as mulheres têm que lutar muito para ter o mesmo tratamento que os homens”, afirmou a estudante Raynne Vitória Silva Lopes, de 13 anos. Sua colega Joice Regina de Souza Aristão, da mesma idade, complementou: “foi muito legal! Não quero namorar tão já. Quero estudar e me tornar médica ou advogada”.

 

Sobre a Oficina das Meninas

 

Com 15 anos de história, a Oficina das Meninas é uma Organização não governamental (Ong) e sem fins lucrativos que realiza atividades direcionadas a crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, preferencialmente em situação de vulnerabilidade, em períodos do contraturno escolar, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3322-6232, pelo e-mail [email protected], pelo site www.oficinadasmeninas.org.br e também pelo Facebook “OficinaDasMeninas”. A Ong está localizada na Avenida Padre Manoel da Nóbrega, nº 540, Parque Alvorada.

Fotos: https://flic.kr/s/aHskyHkEAu

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *