Unesp assina acordo com universidades da Alemanha e da Austrália

Unesp assina acordo com universidades da Alemanha e da Austrália
Foco da aliança trilateral é fortalecer ensino e pesquisa no campo da bioeconomia
12:16 |Ag: Notícias Unesp | 2018JUL10 |Foto:  © Unesp

A Unesp assinou acordo trilateral com a Technical University of Munich (TUM), da Alemanha, e a Universidade de Queensland (UQ), da Austrália, formando a Aliança Global em Bioeconomia, com o objetivo de fortalecer a cooperação em pesquisa e ensino por meio de workshops, projetos comuns e intercâmbio de pessoal para trocar conhecimento e experiência nesse campo.

Localizada na Austrália, a UQ figura entre as 50 melhores do mundo em diversos rankings internacionais e integra o Group of Eight, rede das melhores instituições australianas de pesquisa. Localizada na Baviera, maior Estado da Alemanha, a TUM também aparece entre as 50 melhores universidades do mundo nos principais rankings globais e é tida como uma das universidades mais inovadoras da Europa.

O acordo para a constituição da Aliança foi formalizado no final de junho, na Baviera, pelo chefe de gabinete da Reitoria da Unesp, professor Carlos Eduardo Vergani, em conjunto com o diretor da delegação da Universidade de Queensland, professor Paul Young; a vice-presidente (SVP) da TUM, professora Juliane Winkelmann; e o professor Volker Sieber, responsável pelo câmpus TUM Straubing.

A formalização da Aliança Global em Bioeconomia ocorreu durante o simpósio “Produtos Naturais: Análises, Biodiversidade e Bioquímica”, realizado na cidade alemã de Straubing.

O professor Carlos Vergani ressalta que as universidades parceiras fundadoras da Aliança Global, como a Unesp, influenciarão e inspirarão outros parceiros em razão dessa experiência e do desenvolvimento de estratégias conjuntas para desafios globais comuns, bem como de soluções para necessidades locais. O objetivo da Aliança também é obter financiamento para trabalhar na construção de uma rede permanente de especialistas comprometida com a pesquisa e o ensino nas áreas relacionadas à bioeconomia.

Como base para a formação dessa rede internacional, está o fato de que a bioeconomia é um tópico global que combina aspectos agrícolas, técnicos e sociais da indústria de base biológica presentes nos diferentes locais de nosso planeta. A ideia da cooperação trilateral surgiu no primeiro semestre, durante a visita ao Brasil do professor Michael Rychlik, titular da cadeira de Química Analítica de Alimentos da TUM.

“Outros parceiros em todo o mundo também serão bem-vindos para fortalecer essa aliança, participando da produção de uma bioeconomia global e de uma indústria de base biológica”, afirmou o professor Carlos Vergani.

Para o professor Volker Sieber, responsável pelo câmpus TUM Straubing, centro de pesquisa da universidade alemã com foco em biotecnologia e sustentabilidade, “as muitas discussões técnicas com os colegas australianos e brasileiros mostraram o quão frutífera e estreita é a cooperação no campo da bioeconomia das três universidades e o quanto ela permitiu que o acordo fosse assinado”.

“O mais importante ainda é que a Aliança Global em Bioeconomia, entre a UQ, a Unesp e a TUM, agora está formalmente estabelecida”, disse Sieber.

Participaram do simpósio realizado em Straubing os professores da Unesp André Gonzaga, docente da Faculdade de Ciências Farmacêuticas no câmpus Araraquara; Pilar Sotomayor, docente do Instituto de Química em Araraquara; e Jeferson Gross, pesquisador do Instituto de Pesquisas em Bioenergia (IPBEN) em Rio Claro.

A próxima reunião entre Unesp, TUM e UQ será no próximo ano, no Brasil, com a participação de estudantes de doutorado das três universidades e apoio da Unesp e do escritório da TUM em São Paulo.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *