CTA responde sobre fiscalização do transporte público 

Esclarecimentos são dados em resposta a Requerimento do vereador Marchese da Rádio (Patriota)


Diante do acidente com um dos motoristas da empresa Paraty, que causou a morte de dois idosos no Jardim Araraquara, em dezembro, o vereador Marchese da Rádio (Patriota) havia protocolado o Requerimento nº 1163/2021, que solicitava informações sobre a fiscalização das empresas de transporte público do Consórcio de Transporte de Araraquara (CTA), envolvendo a segurança de passageiros e motoristas.

Tendo em vista as considerações de falta de segurança no trânsito, o parlamentar questionou ao Executivo acerca da fiscalização das empresas de ônibus do Consórcio, da realização do teste do bafômetro nos motoristas e do providenciamento de treinamentos de direção defensiva.

Em resposta, a CTA afirmou que todos os veículos das empresas consorciadas passam por verificação e manutenção, e que há uma equipe completa para fiscalização de veículos, motoristas e questões de pontualidade e atendimento.

Sobre as testagens dos motoristas, foi explicado que são realizados exames aleatórios a cada 10 ou 15 dias, mas que a frequência diminuiu com o avanço da pandemia de Covid-19.

Por fim, a CTA finalizou esclarecendo que os treinamentos são feitos com os motoristas, os últimos tendo sido apoiados pelo SEST/SENAT, abrangendo diversos temas (que podem ser conferidos na íntegra no documento de resposta).

| IDNews® | Brasil | Assessoria de Imprensa | Câmara Municipal de Araraquara

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.