Doze causas da dor durante as relações sexuais

Doze causas da dor durante as relações sexuais

Ter dores durante a relação sexual pode ser um sinal de que algo não está bem

Tem dores durante a relação sexual? Saiba o que pode ser.

A revista Cosmopolitan consultou o ginecologista Francis Helber, de São Paulo, para entender as causas possíveis da dor que algumas pessoas sentem durante o ato sexual. Eis doze possibilidades:

1. Tomar anticoncepcionais. As hormonas reduzem a sua lubrificação, por isso a vagina fica naturalmente mais seca. Para ter mais conforto durante a relação sexual pode usar lubrificantes.

2. Escassez de preliminares. Além de ajudarem a criar um ambiente propício para o sexo, é neste momento que o corpo vai produzir naturalmente a lubrificação. Para evitar dores durante a penetração não ‘pule’ esta parte.

3. Infecção fúngica. Este tipo de infecção provoca mais coceira do que dor, mas como altera o PH da vagina pode inflamar o tecido vaginal e provocar dor durante a penetração. Não tenha relações sexuais até a infecção passar.

4. Clamídia. Esta doença sexualmente transmissível pode provocar inflamação e cicatrizes que tornam o sexo desconfortável. Além disso, é uma doença que pode passar despercebida uma vez que não apresenta sintomas. Consulte um médico e faça o teste – e até lá pare de ter relações sexuais.

5. Se está inchada. Se está com prisão de ventre ou com o período menstrual quase aparecendo é provável que fique mais inchada e que o sexo se torne desconfortável. Beba muita água e urine antes de fazer sexo.

6. A posição não está agradável. A inclinação do útero pode afetar o seu nível de conforto durante o sexo. Mude de posição, tente ficar por cima, para ter mais controle em termos de profundidade e ângulo de penetração.

7. Endometriose. É quando as células que normalmente revestem o útero (responsáveis pelo sangramento durante a menstruação) começam a crescer noutros locais – como nas trompas. No caso da endometriose, o sintoma durante o sexo é uma dor dentro da barriga. Consulte o seu médico para que ele possa fazer o diagnóstico e aconselhar o melhor tratamento.

8. Se está grávida. Quanto mais próxima estiver a data do parto, mais pesado o útero fica – deitada, o peso pode comprimir um grande vaso sanguíneo provocando desconforto e dores. Evite deitar-se de barriga para cima, especialmente durante o sexo.

9. Se faz spinning. A sua aula de spinning pode estar fazendo pressão sobre os nervos da vulva, que pode provocar desconforto ou dor na hora do sexo – especialmente se você se senta de forma incorreta na bicicleta. Use um banco ou shorts leves para aliviar a pressão.

10. Se está amamentando. A amamentação diminui os níveis de estrogênio e faz com que os tecidos vaginais fiquem mais delicados. Use um lubrificante durante o sexo.

11. Vaginismo. Este espasmo ou aperto involuntário dos músculos vaginais torna a penetração dolorosa, se não impossível. “O tratamento geralmente é feito através de terapias, quando o trauma é psicológico”, por isso é sempre aconselhável procurar um médico, destaca o Dr. Francis Helber.

12. Se a última relação sexual foi muito ‘agressiva’. Quando o sexo é mais agressivo do que o normal a sua vagina pode sofrer as consequências, deixando-a muito sensível para a próxima relação. Faça uma pequena pausa nas relações sexuais até melhorar e não se esqueça do lubrificante.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *