Tenente Santana pede mais técnicos de enfermagem e médicos para atender casos de dengue

|  IDNews| Câmara Municipal de Araraquara  | Foto: © CAM

Para se conhecer a real dimensão dos casos de dengue na cidade e da aflição das pessoas, é preciso verificar nos locais de atendimento aos pacientes. Foi o que fez, na tarde desta quinta-feira (7), o presidente da Câmara Municipal de Araraquara, vereador Tenente Santana (MDB).

Por volta de 14h30, ele se dirigiu ao Polo Estratégico de Atendimento aos Pacientes com Dengue, instalado na sede da Vigilância Epidemiológica, na Fonte Luminosa, para onde estão sendo encaminhadas as pessoas com sintomas e suspeita de terem contraído a doença.

Hoje foram cerca de 200 pessoas atendidas, e essa é a média diária, comprovada pelas senhas distribuídas. Com isso, o cenário não é nada alentador: corredores lotados para a triagem, fila para aguardar o resultado dos exames e posterior atendimento ambulatorial em casos mais graves.

A coordenadora executiva de Gestão da Secretaria Municipal da Saúde, Joice Nogueira, recebeu o presidente da Câmara e o acompanhou durante a visita.

O polo tem por objetivo desafogar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), que estão sobrecarregadas em virtude da epidemia que assola a cidade, mas a demora é a principal reclamação.

Tenente Santana conversou com várias pessoas, oportunidade em que relataram seus casos. “Eu moro no Jardim das Hortênsias e ao lado e na frente da minha casa há terrenos baldios”, afirmou Sherle Regina Navarro. “Estou me sentindo condenada, acabada, e desde segunda-feira estou vindo aqui para fazer acompanhamento”. Sua filha, de 11 anos, estava ao seu lado, também para receber atendimento. “Tem muita gente do meu bairro aqui”, disse.

O presidente da Câmara ouviu inúmeros relatos dos pacientes. “Falei com pessoas que moram na Vila Xavier, na região central, no Jardim Santa Júlia e em vários outros locais, como a Tatiana Cristina Gonçalves, que está com seu namorado e ambos estão com sintomas de dengue. Ela me relatou que está aqui desde as 10 horas da manhã. Temos que buscar agilizar o atendimento e amenizar o sofrimento de quem precisa.”

Como prometeu aos pacientes, o parlamentar foi conferir a situação de localidades apontadas por eles, como terrenos baldios e casas vazias, por exemplo, e até uma caixa d’água com vazamento, localizada dentro do espaço do Cear, onde um circo está instalado e vários artistas teriam contraído a doença.

A cidade vive uma epidemia e realiza ações emergenciais para controlar a doença e evitar novos criadouros do mosquito Aedes aegypti, porém, de momento, o atendimento precisa ser acelerado.

Para encaminhar uma solução rápida, Tenente Santana entrou em contato com a secretária da Saúde, Eliana Honain, para passar o panorama que encontrou. “Como é de seu conhecimento, o número de pessoas é muito grande e esperam cerca de duas horas e meia, em média, para o primeiro atendimento. Sugiro que, se possível, aumente o número de técnicos de enfermagem, tendo em vista que hoje tínhamos só quatro trabalhando, além de um médico. Com mais quatro profissionais de enfermagem e mais um médico, conseguiríamos dar uma resposta mais rápida à população”, pontuou Santana.

Eliana se comprometeu a providenciar esses profissionais o mais breve possível.

Como a situação é crítica, o prefeito Edinho Silva (PT) também conversou com Tenente Santana, que lhe passou o que testemunhou durante o tempo que permaneceu no Polo Estratégico, relatando que “muita gente está elogiando o serviço, mas reclamando da demora. Dá para ver que as enfermeiras estão exaustas. Mais profissionais para atender os doentes são imprescindíveis”.

O prefeito agradeceu o empenho do presidente da Câmara e disse que vai se reunir com a secretária da Saúde com urgência para acelerar esse processo.

Confira as fotos em https://photos.app.goo.gl/xCZD65pAhvmYdMkv5

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *