Austrália: Conheça a cidade subterrânea de Coober Pedy

A cidade recebe diversos turistas com vontade de conhecer a peculiar região

Localizada em meio ao deserto australiano, em um cenário que contrasta totalmente com a Tasmânia, cuja neve é a principal atração turística durante o inverno, a cidade de Coober Pedy começou a ser construída em 1915, quando o local passou a ser usado na exploração de minério de opala. Mas o que faz dessa cidade diferente é a saída que seus moradores encontraram para fugir do calor de 50°C do deserto australiano (ou do frio de 0°C das noites): Coober Pedy é conhecida como uma cidade subterrânea, já que boa parte de suas construções estão embaixo da terra.

Lá embaixo a temperatura é bem mais agradável, e fica constantemente em torno dos 25ºC. Além disso, também tem umidade maior do que a de esaços abertos. Daí a preferência de seus habitantes por ficarem no subterrâneo, fato que transformou a pequena cidade mineradora em ponto de curiosidade turística da região.

Mas engana-se quem acha que vai encontrar espaços pequenos, escuros e claustrofóbicos. As construções subterrâneas de Coober Pedy são bem amplas, e ventiladas por sistemas de encanamento com a parte exterior. Além disso, o tom rosado do terreno dá um surpreendente charme a essas cavernas do deserto australiano. E nem só as paredes são formadas por cavernas, pois muitos dos móveis são construídos no mesmo material que é, ao mesmo tempo, resistente e fácil de cavar, e por isso a cidade pode continuar crescendo, já que fazer “obras” em casa é permitido: e só cavar e pronto, você ganhou um quarto novo!

As casas dos habitantes não estão abertas para visitação, mas é possível conhecer representações em alguns pontos turísticos. Além disso, todo o resto da cidade já mata a curiosidade de saber como o povo local vive. Lojas, hotéis, igrejas grandiosas e até piscinas e um campping estão disponíveis para os visitantes e a cidade tem ótima infraestrutura, tanto para os moradores, quanto para quem está de passagem.

Além das construções em si, principalmente as igrejas, que chamam bastante atenção, os visitantes podem conhecer melhor a história da cidade fazendo um passeio pelas minas de opala e entendo como os mineradores formaram uma das cidades mais peculiares do mundo.

Pureviagem

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *