Comemoração do Dia do Ferroviário une juventude, tradição e esperança no futuro

Comemoração do Dia do Ferroviário une juventude, tradição e esperança no futuro

| IDNews| Assessoria de Imprensa | Câmara Municipal de Araraquara |

Elias Chediek destaca a importância de manter viva a memória da ferrovia

O sábado (4) foi diferente para os amantes da ferrovia. Serviu para se rever os amigos, contar histórias e relembrar uma época de ouro. O tema da comemoração desse ano foi “Dia do Ferroviário – Eu trabalhei na Fepasa”, objetivando resgatar a importância histórica da ferrovia para Araraquara e para muitas cidades da região que se desenvolveram a partir da estrada de ferro.

A festa aconteceu na antiga estação ferroviária, que abriga o Museu Ferroviário “Francisco Aureliano de Araújo”, e foi um verdadeiro congraçamento. A história contada por quem viveu a história.

A novidade em 2019 foi o grande número de jovens presentes. Como estímulo para manter viva a memória, os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) “Rafael de Medina” foram incentivados a escrever e criar ilustrações sobre o tema. A premiação foi surpreendente. Rafael Luis Godoi ganhou o prêmio de melhor ilustração. “Eu não esperava ganhar. Depois que o professor mostrou um filme na sala, veio a inspiração.” Luana Queiroz de Freitas foi a ganhadora de melhor redação. “Eu perguntei tudo para meu avô. Com as histórias que ele me contou, criei a minha redação, mas ganhar, eu não esperava mesmo”, disse.

Na festa, muita gente encantada com a exposição de ferromodelismo, um mais bem feito que o outro; artesanato, dos mais variados tipos, cores, tamanhos e utilidade; transmissão ao vivo pela rádio Uniara do programa “Do Quintal ao Municipal” e, claro, música.

A secretária municipal de Cultura, Teresa Telarolli, responsável pela organização do evento, enfatizou a simbiose perfeita: cidade – ferrovia – ferroviário. “Eu falo que o Museu Ferroviário é um cenário pronto. É sempre uma oportunidade de se reforçar a memória local, porque a memória afetiva ela já existe, pois todos têm uma certa ligação com a ferrovia. O papel da gente que trabalha com história é estar sempre fixando essa memória.”

Franceline Souza, da equipe de Comunicação da Rumo Logística, destacou que “é gratificante essa união entre o poder público e comunidade, todos envolvidos em um evento que resgata a história”.

A ferrovia é paixão do passado e a certeza de futuro. O vereador Elias Chediek (MDB), autor da lei que instituiu o Dia do Ferroviário, e um dos incentivadores do evento, sabe sintetizar o que isso representa. “Nasceu uma ferrovia em Araraquara. A Paulista chegando aqui em 1885, 10 anos depois, a EFA nascendo aqui. Tem toda uma história que, por miopia dos nossos governantes, acabaram com a ferrovia no pais. Mas, parece que existe uma nova mentalidade e agora querem recuperar o tempo perdido.”

O parlamentar lembrou que já começaram os investimentos, como na Ferronorte, obra que a Rumo Logística vai construir. “Aqui nós temos discutido com a população, poder público e universidades o Veículo Leve sobre Trilhos, o VLT, que é um projeto que vai mudar o cenário do transporte público. É importante que a população participe dessa discussão do planejamento do futuro de Araraquara.”

O ponto alto do Dia do Ferroviário foi a chegada de uma locomotiva, enviada pela Rumo Logística. Aberta para visitação, os mais experientes, os que já conheciam, mataram saudades, os mais jovens puderam sentir de perto a emoção que traz o trem de ferro.

            Os vereadores Roger Mendes (Progressistas), Gerson da Farmácia (MDB) e Cabo Magal Verri (MDB) também participaram da comemoração.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *