Nascido em Minas, Rogério 157 começou vida no crime com roubos de rua

Nascido em Minas, Rogério 157 começou vida no crime com roubos de rua
Traficante de Governador Valadares lidera o tráfico na comunidade de Rocinha

01OUT2017|  7:14 -Comando Vermelho - Foto- Arquivo

O traficante Rogério Avelino Silva, conhecido como Rogério 157, ganhou o apelido por causa da forma como se iniciou no crime: assaltando pessoas na Zona Sul do Rio de Janeiro. No Código Penal, o número corresponde ao artigo que versa sobre roubo. Hoje o líder do tráfico da Rocinha, Rogério nasceu em Governador Valadares (MG). As informações são do jornal Extra.

O criminoso vendia os itens roubados de suas vítimas a traficantes. Em pouco tempo, ele virou “vapor” (pessoa que vende pequenas quantidades droga no varejo) na Rocinha, liderada na época por Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem.

Rogério ficou próximo a Nem em 2010, quando criminosos da Rocinha invadiram um hotel de luxo em São Conrado, após uma operação policial na favela. Rogério chegou a ser preso, mas foi liberado em janeiro de 2012, três meses após o próprio Nem ir para a cadeia. Do chefão, ele recebeu a tarefa controlar a venda de drogas na parte baixa da favela, dividindo terreno com Luiz Carlos Jesus da Silva, o Djalma.

Pela primeira vez, Rogério manifestou a intenção de chefiar o tráfico em toda a comunidade. Djalma teria caído em uma emboscada armada por Rogério, e acabou preso em abril de 2014. Sem concorrentes, 157 passou a comandar toda a área, a contragosto de Nem.

O traficante acumula quatorze mandados de prisão por crimes como tráfico de drogas, associação para o tráfico, extorsão e homicídio. Ele é suspeito de um assassinato em Caricacica, no Espírito Santo, em 2006, e de uma tentativa de homocídio em Governador Valadares em 2001.

Comparsas de Nem e de Rogério 157 iniciaram conflito pelo controle do tráfico na Rocinha no último dia 16. Pessoas próximas a Nem — como Danúbia Rangel, sua mulher — foram expulsas da comundiade. Em meio à disputa, Rogério trocou de facção: foi da Amigos dos Amigos (ADA), que tem Nem como um dos chefes, para o Comando Vermelho (CV).

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *