Rafael de Angeli e secretária da Saúde discutem demandas do Município 

Rafael de Angeli e secretária da Saúde discutem demandas do Município
Pauta de reunião abrangeu de casos específicos a demandas de instituições da cidade

10:22 |Assessoria de Imprensa | 2018AGO07  | 

O vereador Rafael de Angeli (PSDB) esteve na Secretaria da Saúde na semana passada para discutir questões levadas por munícipes ao seu gabinete com a titular da pasta, Eliana Honain. “É importante acompanhar de perto as demandas para podermos dar respostas às pessoas e entidades que nos procuram”, justifica o parlamentar.

Um dos pontos discutidos na reunião tratou do Centro de Referência do Idoso de Araraquara (Cria). Angeli visitou o local na mesma semana, com o Vereador Roger Mendes (Progressistas), e ouviu algumas solicitações da gestora, Oriomar Sampaio Carmagnani, a Teka. Entre elas, estava a necessidade de contratar mais fisioterapeutas e um gerontólogo, além da possibilidade de alterar o horário da auxiliar de limpeza da instituição, passando para o período integral (a funcionária atual trabalha somente no horário vespertino). Eliana dispôs-se a verificar a viabilidade de mudar o horário da funcionária e a previsão de concursos para a área de Fisioterapia. “Assim que tiver uma resposta, avisarei. Já a questão do gerontólogo é mais complicada, porque o profissional não consta do quadro de funcionários da Prefeitura”, explicou, adiantando que a questão será estudada.

O suporte para um acampamento de Escoteiros que ocorrerá na cidade em setembro, envolvendo cerca de 240 crianças de 7 a 10 anos, foi outra questão levantada durante o encontro. Angeli informou que os organizadores solicitaram uma ambulância no local durante o evento ou o contato direto com os serviços de saúde da cidade. A secretária garantiu o contato direto para qualquer eventualidade. A possibilidade de enviar uma ambulância não foi descartada, mas deverá ser confirmada às vésperas do evento.

Uma campanha que o vereador está desenvolvendo em parceria com a Prefeitura e o Rotary Club também foi objeto da discussão. “Vamos recolher tampas de garrafas e lacres de latinhas para adquirir cadeiras de rodas, fraldas geriátricas e leite”, explica o parlamentar. A secretária reafirmou o apoio, já estabelecido em encontros anteriores. Todas as unidades de saúde do Município serão pontos de arrecadação.

Duas situações envolvendo pacientes araraquarenses que se dirigiram ao gabinete do vereador também foram discutidas na reunião. Angeli apresentou à secretária uma solicitação de maior rapidez na realização de eletrocardiogramas, além do pedido de informações do pai de uma adolescente que sofre de anemia falciforme e não tem encontrado a medicação específica gratuita na farmácia de alto custo do Estado há três meses. Quanto ao exame, a secretária informou que haverá, em breve, um mutirão para eliminar a fila de espera na Upa da Vila Xavier. Em relação à medicação, explicou que o fornecimento é uma atribuição do Estado, e não do Município. “Têm ocorrido atrasos no fornecimento de medicamentos de alto custo. Estamos tentando resolver a situação”, esclareceu Eliana.

Por fim, Angeli colocou em pauta a criação de uma clínica especializada em Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e outros transtornos, com serviços gratuitos à população. A proposta foi lançada pelo vereador no ano passado, juntamente com um grupo de pedagogos e psicólogos. “Estou buscando uma parceria com universidades para levar o projeto adiante, pois é uma ideia muito válida”, disse Eliana.

O parlamentar ficou satisfeito com a reunião. “Sabemos que a saúde é uma área delicada, que lida com assuntos complexos e tem uma demanda enorme, mas é importante trazermos as solicitações que recebemos, mantendo este diálogo fundamental com o Executivo”, declarou.

Fotos no site: https://flic.kr/s/aHsmpsZA5U

 Araraquara ganha espaço diferenciado de coworking Espaço Coworking Araraquara é ideal para startups, autônomos e empresas que procuram uma infraestrutura completa para realizar suas atividades No dia 8 de agosto, a Coworking Araraquara inaugura seu primeiro empreendimento na cidade. O prédio de dois andares, com mais de 300m², possui 16 estações de trabalho (mesas individuais com armário), três salas privativas, duas salas de reunião, uma sala de treinamento, ambiente externo para descanso, cozinha completa compartilhada, recepção e banheiros. "Trouxemos para Araraquara uma infraestrutura completa para oferecer aos clientes um novo conceito de escritório compartilhado, que tem como proposta a redução de custos, o aumento de produtividade e a possibilidade de fazer networking", destaca Lênin de Matos Silva, sócio administrador da empresa. O executivo explica que a ideia de investir em um espaço de coworking na cidade surgiu da própria necessidade. "Quando eu e minha sócia decidimos que queríamos diversificar nossos clientes e depois de muita procura não encontramos um escritório que se encaixasse às nossas expectativas, idealizamos o Coworking Araraquara", conta Lênin. A perspectiva com o novo negócio é atrair startups, profissionais autônomos, pequenas, médias e grandes empresas que buscam um local adequado e tranquilo para a prática de suas atividades. Entre os principais diferenciais da empresa, estão à infraestrutura planejada para um ambiente de coworking, a flexibilidade de planos e contratos, que podem ser fechados por hora, diário ou mensal, a capacidade de atender até 75 pessoas ao mesmo tempo, além de um espaço climatizado, acessível às pessoas portadoras de necessidades especiais e um local que foi construído pensando na sustentabilidade ambiental, que utiliza, por exemplo, água de chuva nos vasos sanitários e torneiras que não requerem água potável. Todos os espaços são mobiliados com mesas, cadeiras e armários. "O objetivo é que os coworkers sintam-se confortáveis para produzir e que sua única preocupação será realmente o trabalho", diz Lênin. Telefonia, internet, contas de luz e água, IPTU, limpeza, jardinagem, manutenção predial, monitoramento e sistema de alarme são obrigações dos administradores. O mercado de coworkings De acordo com o Censo Coworking Brasil, entre 2016 e 2017, houve um aumento de 114% no número de espaços de coworking no país. Para Matos Silva, esse crescimento é um reflexo direto do fluxo cada vez maior de empresas e empresários autônomos de escritórios convencionais para ambientes de coworking ao compartilharem espaços de trabalho. O Censo 2018 está para ser lançado e o setor espera outro crescimento no mercado. Para quem quiser conhecer o Coworking Araraquara, é só se dirigir a Rua Gonçalves Dias, nº 2367, no Jardim Primavera, em horário comercial. Mais informações pelo site www.coworkingararaquara.com.br.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *